Overeem admite sonho de título pelo UFC: ‘Seria o desfecho perfeito para minha carreira’

Com luta neste sábado, ícone do MMA mantém ambição pelo cinturão dos pesados e confirma paixão para se manter ativo após 20 aos de carreira

A. Overeem é favorito no UFC São Peterburgo. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

Em outubro de 2019, o holandês Alistair Overeem atingiu uma marca histórica. O combatente completou 20 anos de carreira no MMA e, após tantos anos dedicados ao esporte, se mantém ativo dentro de uma das maiores empresas de artes marciais mistas do mundo. Com muito tempo de ‘estrada’, o gigante afirma que ainda sonha com um título da empresa e se diz motivado para se manter lutando. Em entrevista ao programa ‘Warrior Code’, do UFC, o combatente, que encara Jairzinho Rozenstruik neste sábado (7), no UFC Washington, falou sobre sua trajetória no esporte.

Saiba mais

Antônio ‘Cara de Sapato’ encara Brad Tavares no UFC Brasília, diz site
Conor McGregor projeta três apresentações para 2020, diz site
Juliana Velasquez busca quinta vitória no Bellator 236 para carimbar chance pelo cinturão

“Eu acho que nós, lutadores, temos histórias incríveis. Minha carreira, em particular, tem sido uma longa aventura. Eu acho que nasci para isso. Estive no mundo todo. Eu já realizei 89 lutas, entre kickboxing e MMA. Estou apenas fazendo meu trabalho. Seguindo minha paixão. Tem sido uma grande aventura e eu ainda estou ficando mais forte”, declarou o atleta.

Alistair também comentou sobre seu interesse em esportes de combate. Segundo o lutador, a paixão por lutar veio antes mesmo de se profissionalizar. O holandês afirmou que seu gosto pelo confronto teve início a partir de confusões ocorridas nas ruas.

“Eu acho que sempre fui um lutador. Sempre derrotei as pessoas, mesmo antes de me profissionalizar como atleta. Eu estive em lutas nas ruas e isso até me colocou em apuros em algumas situações”, afirmou.

Neste final de semana, Alistair completará sua 17ª apresentação no UFC. O gigante irá encabeçar o card do UFC Washington junto ao promissor e perigoso Jairzinho Rozenstruik, que está invicto em sua carreira. O holandês precisa vencer, caso queira manter vivo um de seus maiores sonhos: ostentar um cinturão do Ultimate.

Overeem admite que, a cada apresentação, sua trajetória no esporte se aproxima do fim. Então, o atleta precisa de um resultado positivo para se aproximar do objetivo.

“Eu tenho meus alvos, é claro. O ‘ouro do UFC’. Vencer um título seria um ótimo desfecho para a minha carreira”, finalizou o combatente.

Aos 39 anos, o holandês vem em uma boa fase na carreira. Em sexto no ranking dos pesados (até 120,2kg.), o gigante vem de duas vitórias consecutivas pela empresa e busca completar a terceira, algo que não acontece desde 2015.

Jairzinho, que vem construindo uma bela carreira no esporte até o momento, aceitou o duelo contra Alistair de última hora. O atleta aceitou substituir Walt Harris, que deixou o card em função de um drama particular vivido após o desaparecimento de sua filha, que recentemente foi declarada morta por autoridades dos Estados Unidos.

Rozenstruik atuou pela última vez em novembro, pelo UFC 244, quando bateu com facilidade o ex-campeão da divisão, Andrei Arlovski por nocaute em menos de 30 segundos de disputa. Hoje, o lutador soma nove vitórias na carreira.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário