De olho no cinturão, Ketlen Vieira espera luta dura contra Irene Aldana no UFC 245

Brasileira mostra respeito contra adversária do próximo final de semana e quer triunfo para poder desafiar Amanda Nunes pelo título das galos

K. Vieira se mantém invicta em 10 lutas em sua carreira. Foto: Reprodução/Twitter ufc_brasil

A manauara Ketlen Vieira está próxima de dar um grande passo em sua carreira. Com compromisso marcado contra Irene Aldana, no próximo dia 14, pelo UFC 245, a atleta espera conquistar uma vitória e garantir o direito de desafiar Amanda Nunes pelo cinturão das galos (até 61,2kg.). Em entrevista no ‘Media Day’, na Nova União (RJ), a brasileira falou sobre a expectativa para sua próxima apresentação.

Veja Também

Lesão no joelho tira Brian Ortega de luta contra ‘Zumbi Coreano’ no UFC Busan
‘Paraense Voador’ volta ao octógono contra Diego Sanchez no UFC Rio Rancho, em fevereiro
Johnny Walker é escalado para o UFC Brasília e enfrenta Nikita Krylov, em março

“(Irene) é uma atleta dura, boxeadora, forte. Nunca encarei uma trocadora do nível dela. Eu me testei contra atletas da luta agarrada e será um teste muito grande. Passando por ela, estarei bem preparada. A Aldana é muito dura, não vejo fraquezas nela. Ganhou da (Raquel) Pennington, mas ‘garfaram’ ela. No UFC, não tem moleza, são as melhores, afirmou a combatente.

Atualmente na segunda posição no ranking das galos, Ketlen terá a oportunidade de se apresentar naquele que tem tudo para ser o maior card do ano. Com três disputas de cinturão, incluindo o de sua divisão, a manauara pode cravar presença em uma futura disputa de título, caso tenha uma performance convincente diante dos espectadores e diretoria do Ultimate.

Mesmo com a ânsia pela disputa do título, a brasileira mantém os pés no chão e considera que a chance virá no momento certo. Com cautela, a lutadora afirma que dará um passo de cada vez até que seu destino se cruze com a cinta, que hoje pertence à compatriota, Amanda Nunes.

“Sou a número dois do ranking. Então, se eu vencer, não vejo mais ninguém na minha frente. Estarei me tornando a número um. Toda atleta sonha em ser campeã, mas, agora, estou focada na Aldana. Hoje, para mim, é ela quem tem o cinturão”, disse a brasileira.

Vieira também admitiu que não tem pressa para que o UFC a promova como desafiante. Segundo a manauara, o tempo pode atuar em seu favor durante o período em que não está escalada para lutar pela cinta.

“Quanto mais tempo demorar, mais tempo estarei preparada e amadurecida. Mais completa. Encaro tudo como fator positivo. Não posso dar o passo maior do que a perna. A Aldana está com um ritmo bom de luta, com três ou quatro lutas no ano e vai me colocar à prova”, disse a atleta.

Aos 28 anos, Ketlen segue com um cartel perfeito. A lutadora já se apresentou em 10 oportunidade e nunca sentiu o gosto da derrota. Com estreia pelo UFC em outubro de 2016, no dia 14 a manauara completará sua quinta apresentação pela companhia.

Rival da brasileira para o UFC 245, Irene tenta conquistar sua segunda vitória consecutiva pela empresa. Após triunfo sobre Vanessa Melo, Aldana, que atualmente figura na 10ª posição no ranking, pode dar um salto na divisão no caso de um resultado positivo sobre Vieira. Aos 31 anos, a mexicana soma 16 lutas, com 11 triunfos e cinco reveses em sua carreira como profissional no MMA.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments