Ícone da NBA é condenado por difamação após incidente em luta entre McGregor e Khabib

Paul Pierce tem de desembolsar US$100 mil a funcionário da T-Mobile Arena após acusá-lo injustamente de racismo

P. Pierce após partida pela NBA. Foto: Reprodução/Instagram @paulpierce

O ícone da NBA e ex-jogador do Boston Celtics, Paul Pierce foi condenado por difamação após incidente ocorrido no UFC 229, em outubro do ano passado, que marcou a luta entre Conor McGregor e Khabib Nurmagomedov na disputa pelo cinturão dos leves (até 70,3kg.). Após a briga generalizada provocada pelos dois lutadores, Pierce teria acusado um funcionário da T-Mobile Arena (Las Vegas) de racismo. O ex-atleta foi processado e, posteriormente condenado a pagar US$100 mil (cerca de R$412 mil) a Christopher Mostello. A informação foi divulgada pela ‘ESPN’.

Veja Também

Miesha elege ‘Leoa’ como melhor lutadora da história: ‘Soca como uma tonelada de tijolos’
Faber se preocupa com corte de peso de Aldo: ‘Não sei se é o melhor para o seu corpo’
Vídeo: Após vitória sobre Overeem, Rozenstruik é recebido como herói no Suriname

Segundo o ‘TMZ Sports’, durante a confusão ocorrida na arena após o fim da luta principal, Pierce deu início à confusão e teria chamado Mostello de racista. A situação foi registrada em vídeo e, após análise, o juiz responsável pelo caso reconheceu que a acusação do ex-jogador era infundada, o que resultou na punição financeira a Paul.

Segundo o funcionário, o ícone da NBA se mostrava alterado e agressivo durante a discussão. No processo, Christopher afirmou que foi vítima de constrangimento público e perseguição, o que culminou na intimação de Pierce para responder pelo caso judicialmente.

Para a sentença, Paul não enviou um representante de defesa. O caso, então, teve seu decreto finalizado sem que o ex-jogador tentasse argumentar a seu favor.

Pierce, de 42 anos, estreou na NBA em 1998 e deixou o esporte após 19 anos de carreira. Durante o tempo em que atuou como profissional, Paul atuou por Boston Celtics (1998-2013), Brooklyn Nets (2013-2014), Washington Wizards (2014-2015) e Los Angeles Clippers (2015-2017), time pelo qual se aposentou.

Veja o vídeo do incidente

 

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments