Walker confirma período de treinamentos com técnico de St.Pierre para UFC Brasília 

Brasileiro afirma que, para a luta de março, vai ao Canadá para aperfeiçoar sua técnica com Firas Zahabi para o duelo contra Nikita Krylov

J. Walker brinca no octógono. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

O brasileiro Johnny Walker parece estar focado na busca pela a recuperação na carreira após a dura derrota para Corey Anderson ocorrida no UFC 244, em novembro. Para isso, o atleta buscou um reforço de peso para atribuir mais qualidades em seu jogo. O lutador afirmou que irá ao Canadá para treinar com Firas Zahabi, famoso técnico conhecido como um dos responsáveis pelo sucesso de Georges St. Pierre. A informação foi divulgada em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

Veja Também

Em grande fase no UFC, Raoni Barcelos espera bom duelo contra primo de Khabib neste sábado
Ex-UFC e antigo ‘número um’ meio-médio do Bellator, Rory MacDonald assina com a PFL
Usman e Covington recebem seis meses de suspensão médica após UFC 245

“Vou fazer meu próximo camp (período de treinamento) na Tristar MMA, com Firas Zahabi. Então, estou bastante animado para aprender o máximo possível lá e conseguir a vitória (no UFC Brasília)”, afirmou o brasileiro.

Com estreia pelo Ultimate em novembro de 2018, Johnny foi um dos tupiniquins mais ativos dentro da companhia nos últimos 12 meses. O atleta subiu ao octógono em quatro oportunidades, o suficiente para ganhar fama nacional e importância dentro da organização.

Com três grandes performances antes do revés para Corey, não demorou muito para que o lutador de Belford Roxo (RJ) figurasse entre os principais nomes dos meio-pesados (até 93kg.).

Com o primeiro resultado negativo pelo Ultimate, se engana quem pensa que Johnny pisaria no freio para seus próximos compromissos. A ideia do combatente é permanecer ativo dentro da empresa e realizar o maior número de apresentações possíveis.

“Eu quero, de preferência, lutar o máximo possível. Todo mês se o UFC me deixar”, afirmou Walker.

Em março, Johnny realizará  sua segunda apresentação no Brasil desde que estreou pelo UFC. Pela frente o atleta terá um oponente perigoso e versátil, que também precisa vencer. O ucraniano vem de duas derrotas em suas últimas três apresentações; a última, para Glover Teixeira, em setembro.

“Nikita é um cara duro, tem um grande queixo e que ama a trocação. Tenho certeza que ele tem o estilo que eu amo lutar contra. Vai ser muito animado”, finalizou Walker.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments