Masvidal comenta potencial luta contra McGregor: ‘Vão ficar com pena dele’

Norte-americano mostra confiança em triunfo sobre uma possível peleja entre ele e o irlandês

J. Masvidal em coletiva após o UFC 239. Reprodução/YouTube UFC

Sem lutar há mais de um ano, Conor McGregor segue sendo alvo de provocações de atletas que gostariam de enfrenta-lo em uma luta de MMA. Mesmo vindo de derrota, o irlandês, que anunciou seu retorno ao octógono para 18 de janeiro, quando encara Donald Cerrone, acabou desafiado por um dos nomes mais relevantes do UFC de 2019. Em entrevista ao ‘The Jim Rome Show’, o norte-americano falou sobre uma possível luta contra o ‘Notório’.

Veja Também

Jones admite chance de atuar pelos pesados já em 2020: ‘Sinto que limpei minha divisão’
Edgar parabeniza ‘Zumbi Coreano’ após UFC Busan: ‘Tiro o chapéu para ele’
Alex Perreira nocauteia no último segundo e segue campeão; Hari se machuca e Rico vence a revanche

“Ele (Conor) se derrete. O que o mundo está esperando para ele é que ele sofra e seja castigado por algumas das coisas que ele fez em público”, afirmou Jorge.

Sem data, confirmação ou, ao menos, previsão de quando os dois poderiam trocar forças no octógono, Masvidal pareceu não se importar e, ainda assim, continuou a traçar planos para quando encarar o ‘Notório’.

“Todos vão sentir pena dele depois da luta. Eu posso afirmar isso. Eles vão perdoá-lo depois da luta, posso prometer. Esse batismo vai ser um brinde para o Senhor Conor”, disse o norte-americano.

A possibilidade de Conor enfrentar Jorge em um confronto aumenta quando Masvidal afirma que seu maior interesse é realizar apresentações em combates que possam render um maior retorno financeiro. McGregor, por sua vez, é mundialmente conhecido por ter modificado a maneira de promoção de seus combates e ter participado de cards que bateram recordes de audiência na história do MMA.

Um empecilho para que a disputa ocorra em um futuro breve, seria uma vitória de McGregor sobre Cerrone. Um triunfo sobre o veterano poderia colocar o irlandês em uma disputa de cinturão imediato contra Khabib Nurmagomedov. A informação foi divulgada pelo presidente do Ultimate, Dana White.

Enquanto o ‘Notório’ se manteve longe do esporte desde sua derrota na disputa pelo título dos leves (até 70,3kg.), Jorge se manteve ativo e teve, em 2019, o ano de seus sonhos, vencendo grandes batalhas e encabeçando um dos cards mais assistidos do ano (UFC 244).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments