Jones responde provocação de Reyes a respeito de seu boxe: ‘Nós vamos lutar MMA’

Norte-americano afirma que não vai entrar no octógono para testar qualidades na ‘nobre arte’, mas, sim, nas artes marciais mistas

J. Jones (foto) está próximo de uma nova defesa de cinturão. Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones

A pouco mais de dois dias do duelo entre Jon Jones e Dominick Reyes, os atletas têm aumentado a troca de farpas a fim de promoverem o combate que acontece neste sábado (8), pelo UFC 247, nos Estados Unidos. Contestado por seu boxe pelo desafiante, ‘Bones’ respondeu o rival com tranquilidade, afirmando que o que está em jogo não é uma luta nas regras da ‘nobre arte’ e, sim, no MMA. A troca de provocações aconteceu durante um evento de promoção do espetáculo deste final de semana.

Veja Também

Derrick Lewis promete nocaute relâmpago contra Ilir Latifi no UFC 247
Jon Jones sugere luta contra Johnny Walker e Corey Anderson, após se testar nos pesados
Embalado por vitórias, Volkan Oezdemir pede luta contra Thiago Marreta

“Vocês já viram as luvas dele funcionarem? Ele tem uma tremenda mão esquerda. Tenho certeza que ele vai trabalhar com a mão direita, especialmente porque eu já falei muito nisso. Mas o meu trabalho não é ir lá e entrar em um combate de boxe”, disse Jones.

Conhecido por ser um atleta com capacidade de atuar em diversas áreas e impondo verdadeiros desafios a seus adversários, Jon afirmou que está preparado para conter o ímpeto e força de Dominick.

“Meu trabalho é ser o melhor lutador de artes marciais mistas. Como eu disse, estou ciente de que seus melhores ataques vêm de combinações de boxe e eu não vou dar a ele o que ele quer. Isso vai ser uma luta de MMA”, disse.

Mesmo apresentando a mesma confiança de sempre, ‘Bones’ mostrou serenidade em relação à disputa e ter estudado as especialidades de seu oponente. O campeão, inclusive, afirmou que vai respeitar o talento do desafiante e promete sair vencedor em mais uma defesa de título.

“Ele tem força. Não podemos negar isso. Eu o vi chutar pessoas na cabeça e nocauteá-las. Eu o vi derrubando pessoas com sua mão esquerda e você tem que respeitar isso. No fim do dia, eu poderia chegar até vocês e dizer que tenho tudo sob controle, mas não é assim que as coisas acontecem (no octógono). Tudo pode acontecer.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments