Chris Weidman anuncia retorno para os médios: ‘Vou calar os críticos’

Após ‘teste’ frustrado nos meio-pesados, norte-americano volta à antiga categoria após apenas uma apresentação na divisão de cima

C. Weidman anuncia retorno aos médios. Foto: Reprodução/Instagram @chrisweidman

Durou pouco a experiência de Chris Weidman na divisão dos meio-pesados (até 93kg.). Após uma luta e uma derrota, o norte-americano anunciou que vai retornar para os médios (até 83,9kg.) em seu próximo compromisso. A informação foi divulgada pelo próprio atleta em sua conta oficial no Instagram.

Veja Também

Reyes se manifesta após resultado do UFC 247: ‘Me sinto desrespeitado’
Dana White discorda de juízes e vê derrota de Jon Jones no UFC 247
Mesmo com resultado controverso, Dana White exalta duelo entre Jones e Reyes no UFC 247

“Eu já tive altos e baixos na minha carreira. Eu realmente amo o que eu faço e acredito que ainda tenho grandes momentos pela frente. Mal posso esperar para calar todos os críticos. Para todas as pessoas que me apoiam nas melhores e piores fases, eu agradeço mais do que imaginam”, escreveu o lutador.

Chris atuou pela última vez em outubro do ano passado, pelo UFC Boston. Na ocasião, o norte-americano teve o duro dever de tentar se provar na nova categoria contra o, até então, invicto, Dominick Reyes. No combate, Weidman não conseguiu impor sua estratégia e acabou superado pelo talento do rival após um nocaute implacável.

De volta aos treinos para retornar à antiga categoria, Chris já tem ideia de quando será visto novamente no octógono. O combatente pretender retornar à ativa ainda no primeiro quadrimestre do ano.

“Estou mais motivado do que nunca e eu sei que o futuro vai ser ótimo. Espero ter uma luta marcada em abril e na divisão dos médios”, finalizou.

Weidman tomou fama mundial após destronar o lendário Anderson Silva em 2013. Na ocasião, o atleta chocou o mundo ao implacar um duro nocaute sobre o brasileiro e encerrar a hegemonia de ‘Spider’ na categoria.

Chris se manteve campeão até dezembro de 2015, quando foi batido e destronado por Luke Rockhold. Desde então, o norte-americano amarga uma trajetória complicada no esporte. São seis lutas e apenas uma vitória. O atleta não conquista um resultado positivo desde julho de 2017.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments