Dana White discorda de juízes e vê derrota de Jon Jones no UFC 247

Presidente do UFC revelou que recebeu cobrança até dos filhos para contestar o resultado e cravou que viu a vitória de Dominick Reyes sobre o campeão

Dana White (foto) viu vitória de Reyes sobre Jones. Foto: Reprodução / YouTube @ufc

Jon Jones sofreu, mas ao final de 25 minutos derrotou Dominick Reyes na decisão unânime dos juízes (48-47, 49-46, 48-47). O duelo foi a atração principal do UFC 247, realizado neste sábado (08), em Houston (EUA). Porém, para o presidente do Ultimate, Dana White, o resultado prejudicou o desafiante. Segundo o chefão, Reyes foi o primeiro homem a bater o campeão dos meio-pesados.

Veja Também

Imprensa diverge sobre resultado de Jones x Reyes; veja o cartão de pontuação
Vídeo: Assista à vitória de Jon Jones sobre Dominick Reyes no UFC 247
Em luta tensa, Jon Jones derrota Dominick Reyes e mantém cinturão no UFC 247

Logo após o evento, Dana foi enfático ao dizer que viu vitória de Dominick Reyes sobre Jones. O presidente chegou a dizer que recebeu até uma cobrança dos filhos para contestar a decisão.

“Eu marquei três (rounds) a um antes do último assalto (para Reyes). E meus filhos me infernizaram após a luta: ‘Pai, você tem que consertar isso, Reyes venceu’. Mas a realidade é que não sou juiz. Ninguém aqui é. Eu não achei perfeita a decisão, e precisamos trabalhar nisso”, disse White, em coletiva após o show.

Apesar de não concordar com o resultado, Dana White fez mea-culpa ao dizer que precisaria trabalhar para melhorar a qualidade julgadores no Texas. Joe Soliz, que marcou um estranho 49-46 para Jones não julgava uma luta desde 2017 e tem um curtíssimo histórico no esporte – até o UFC 247 ele tinha apenas 10 lutas como juiz em mais de seis anos de carreira.

“Precisamos ajudar a melhorar os juízes no Texas – eles ainda não estão acostumados com as grandes lutas do nosso esporte. A direção da comissão daqui precisa perceber os erros que são cometidos e os ajustes que podem ser feitos. Mas falei com algumas outras pessoas que pensaram diferente sobre esse placar e nós não somos juízes”, completou White.

Histórico a favor de Jones

A vitória sobre Dominick Reyes é o segundo triunfo consecutivo com marcação controversa a favor de Jon Jones. No UFC 239, em julho de 2019, ‘Bones’ também sofreu para derrotar Thiago Marreta na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47).

Na ocasião, apesar de ser a primeira vez que um juiz viu a derrota de Jon, Dana White disse que o brasileiro havia vencido apenas um round. O presidente, na época, marcou vitória de Jones por 49-46. Entretanto, dessa vez, o dirigente foi enfático ao ver o revés do campeão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments