Deiveson Figueiredo promete aposentar Joseph Benavidez após luta deste sábado

Brasileiro afirma que disputa de cinturão não vai servir apenas para decretar o início de um novo reinado, mas também o fim da carreira do norte-americano

D. Figueiredo foi para a sexta colocação. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Desafiante ao cinturão vago dos moscas (até 56,7kg.), Deiveson Figueiredo está esbanjando confiança para o confronto deste sábado (29), quando enfrenta Joseph Benavidez na luta principal do UFC Norfolk. Ciente dos perigos que vai enfrentar na disputa, o paraense acredita que tem talento e capacidade para encerrar a carreira do rival de 35 anos. A declaração foi feita em entrevista ao ‘Combate’.

Veja Também

Thiago ‘Pitbull’ explica decisão de atuar no boxe sem luvas a permanecer no MMA
Próximo de luta no UFC Brasília, Renato Moicano analisa adversário: ‘Não é muito técnico’
Amanda Ribas se empolga com luta no UFC Brasília: ‘Vou me entregar por inteiro’

“Na verdade, eu já nasci com essa preparação mental. Sou um cara bem tranquilo. Gosto de ir frio e calculista para as minhas lutas. Sei muito bem o que vou fazer para neutralizar o jogo do Joseph Benavidez. Vou aposentar o Benavidez. A idade dele já está avançada para o evento. Então, vou nocauteá-lo. E vai ser bem nocauteado para que ele possa se aposentar, com certeza”, disparou o brasileiro.

Além da vitória, Figueiredo também visualiza promover um grande espetáculo para o público que acompanha seus desafios no MMA. Para Deiveson, o desejo é se tornar um campeão que empolgue os fãs do esporte com grandes apresentações.

“Esse cinturão é só o início da minha carreira. Vai ter muito mais depois disso. O show que eu dou dentro do octógono é o que o público quer ver. Todos deliram nas arenas quando me veem. Eu luto para matar, não luto para brincar. Então, quem for lutar comigo, saiba que vai ser uma guerra dentro daquele cage (octógono)”, disse o paraense.

Deiveson chega para o UFC Norfolk vindo de uma sequência de duas vitórias consecutivas. Os atletas conquistaram a condição de desafiantes após o ex-campeão, Henry Cejudo, perder o posto por inatividade, além de sinalizar que pretendia atuar defendendo seu segundo cinturão, dos galos (até 61,2kg.).

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário