Adesanya exalta Anderson Silva e o coloca como exemplo no MMA: ‘Quero ser melhor que ele’

Campeão dos médios, nigeriano afirma que se espelha no brasileiro para seguir a trajetória de sucesso no esporte

I. Adesanya conquista cinturão absoluto dos médios no UFC 243 . Foto: Reprodução / Facebook @ufc

A cada apresentação no MMA, Israel Adesanya vem mostrando ser um atleta que chegou no esporte para fazer história. Invicto na carreira, o campeão dos médios afirmou que o legado é algo importante e que se espelha em Anderson Silva para permanecer no topo da modalidade enquanto estiver em condições de competir. Em entrevista ao ‘Combate’, o nigeriano falou sobre o assunto.

Veja Também

Taila Santos enfrenta Gillian Robertson junho no UFC Saskatoon, no Canadá
H. Cejudo
Cejudo diz que enfrentaria José Aldo e Deiveson Figueiredo na mesma noite: ‘Luta co-principal e principal’
UFC encaminha luta entre Marlon Moraes e Petr Yan para junho, no Cazaquistão

“Ser melhor que Anderson Silva é um dos objetivos que eu coloquei na minha lista. Não quero defender meu cinturão apenas uma vez. Tenho mais doze defesas pela frente. Vou continuar em frente. Quero fazer o que ele fez, do meu jeito”, disse Israel.

O atleta nunca escondeu sua admiração pelo ídolo brasileiro, que foi o melhor campeão da história da categoria até o momento. Adesanya segue afirmando sua vontade de enfrentar os melhores lutadores presentes na organização para que possa ser considerado como um grande atleta ao final da carreira. Para o campeão, isso explica o fato de enfrentar Yoel Romero em seu próximo desafio.

“Legado. Boa pergunta. É por ele que eu estou lutando contra Romero. Quero que, quando a minha carreira acabar, ninguém diga que eu não deveria ter aceitado uma determinada luta. Alguns empresários dizem para seus lutadores não aceitarem determinada luta, dizem para eles lutarem em determinada categoria. Eu não quero ser um lutador que evita enfrentar quem quer que seja. Eu procuro o maior desafio disponível. É atrás dele que eu vou. Quando eu me aposentar, quero que digam que eu venci todo mundo. Que eu não fugi de ninguém. Que eu fui lá e acabei com eles. É esse o legado que eu quero deixar, para me consolidar como o melhor de todos os tempos”, finalizou o nigeriano.

Contra Romero, neste sábado (7), o campeão chegará à marca de 19 lutas como profissional no MMA. Israel nunca foi batido desde que estreou no esporte.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments