Conor McGregor compra €1 milhão em equipamentos médicos para combater coronavírus na Irlanda

Em conversa com Ministro das Finanças da Irlanda, lutador confirma doação para hospitais para auxiliar no tratamento das vítimas da doença

C. McGregor doa mais de R$5 milhões para hospitais na Irlanda. Foto: Reprodução/Instagram @thenotoriousmma

A cada dia que passa, grande parte do mundo tem se unido em prol de vencer a batalha contra a disseminação do coronavírus. Pensando em ajudar seu país neste momento conturbado na história, o astro do MMA, Conor McGregor decidiu doar 1 milhão (cerca de R$5,5 milhões) em equipamentos para hospitais da região de Leinster, na Irlanda. O ‘Notório’ tem manifestado seu apoio à população e pedido, em suas redes sociais, para que as pessoas acatem os pedidos de reclusão, na intenção de reduzir os índices de contaminação. O anúncio foi feito após o lutador divulgar uma conversa com o Ministro das Finanças irlandês, Paschal Donohoe.

Veja Também

Jorge Masvidal descumpre regra da ATT e provoca Colby Covington: ‘Não é lutador’
Justin Gaethje valoriza luta contra McGregor: ‘Se vencer, merece lutar pelo cinturão’
Dana White tira UFC 249 de Las Vegas e garante ter novo local para atração

“Hoje estou comprando um milhão de euros de equipamento de proteção pessoal para ser implantado em todos os hospitais de combate da região de Leinster”, escreveu o ex-campeão dos penas e leves do UFC.

Na última terça-feira (24), o irlandês publicou um vídeo manifestando sua posição a favor do período de reclusão e sugerindo, inclusive, o fechamento dos aeroportos no país.

“Conheço uma luta boa e dura quando vejo uma, e agora temos uma em nossas mãos. Quero chamar o meu povo: o grande povo da Irlanda. Esta luta precisa de todos nós. Estamos todos juntos no canto vermelho e aguardando o sino. Então, vamos nos reunir e tocar o sino nós mesmos – incluindo as pessoas do resto do mundo. Um verdadeiro bloqueio deve começar, e deve começar agora. Um confinamento unido. Temos de fechar os nossos aeroportos. Temos de fechar todos os negócios não essenciais. Temos de cortar todas as viagens não essenciais”, disse o ‘Notório’ em um vídeo de mais de 2 minutos.

Além de Conor, outros atletas do MMA, como Anderson Silva, Fabrício Werdum e Jon Jones também manifestaram seu apoio em prol do confinamento.

Nas últimas semanas, o Ultimate confirmou o cancelamento de três eventos, mas, segundo o presidente da empresa, Dana White, o plano é retornar às atividades após a realização do UFC 249, que segue confirmado para o dia 18 de abril. O local, no entanto, não está confirmado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário