Jorge Masvidal descumpre regra da ATT e provoca Colby Covington: ‘Não é lutador’

Norte-americano ignora pedido de Dan Lambert, que havia pedido ‘paz’ na academia, e volta a atacar companheiro de equipe

J. Masvidal (foto) volta a provocar C. Covington. Foto: Reprodução/Instagram @gamebredfighter

No início desta semana, o líder da American Top Team (ATT), Dan Lambert, criou uma regra para que seus atletas não provoquem membros da equipe. A medida foi influenciada por atitudes recentes de Colby Covington, que provocou publicamente companheiros de equipe, gerando um certo desconforto na academia. O pedido do ‘chefão’, no entanto, não foi atendido por Jorge Masvidal, ex-amigo e, agora, rival confesso do ‘Caos’. Em sua conta no ‘Twitter’, o ‘Jesus das Ruas’ atacou Covington, desrespeitando o pedido de Lambert.

Veja Também

Justin Gaethje valoriza luta contra McGregor: ‘Se vencer, merece lutar pelo cinturão’
Khabib deixa os EUA e fará preparação para enfrentar Ferguson na Rússia
Dana White tira UFC 249 de Las Vegas e garante ter novo local para atração

“Fo**-se Colby. O cara mais frágil e sensível da história do UFC. Não podem me expulsar, porque essa regra era apenas para lutadores, não para farejadores de gancho que quebram a mandíbula de outros farejadores de gancho. Todos sabem que o cara não é um lutador”, escreveu Jorge.

Em seu texto, Masvidal faz uma provocação clara a Covington, que teve, supostamente, sua mandíbula quebrada durante a batalha realizada contra Kamaru Usman, na disputa pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.), em dezembro do ano passado, pelo UFC 245.

A rixa entre Colby e Jorge teve início no ano passado, quando Masvidal assumiu o lugar do companheiro de equipe ao aceitar realizar a luta principal do UFC 244, em novembro. Na ocasião, o Ultimate negociava com Usman e Covington para realizar a disputa de cinturão no evento, mas questões financeiras impediram que o combate acontecesse. O ‘Jesus das Ruas’, então, ocupou o lugar do ex-amigo e enfrentou Nate Diaz em uma das lutas mais rentáveis de 2019. O fato resultou na fúria do ‘Caos’, que declarou guerra ao antigo parceiro de treinos.

Desde então, medidas foram tomadas pela ATT para que os meio-médios não se encontrem na academia, tendo, inclusive, alterado os horários de treinamentos dos dois combatentes.

Atualmente, Masvidal é o atleta mais cotado para enfrentar Usman pelo cinturão da divisão. O UFC negocia para que a peleja aconteça em 11 de junho, durante a ‘Semana Internacional da Luta’.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário