Jon Jones quebra silêncio após nova prisão nos EUA: ‘Triste por decepcionar as pessoas’

Detido na última semana, campeão meio-pesado do UFC confirma problemas com álcool e promete trabalhar para deixar dependência no passado

J. Jones se prepara para defender seu título no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones

Em meio à pandemia do coronavírus (COVID-19) e período de isolamento social, o campeão meio-pesado (até 93kg.) do UFC ,Jon Jones, foi notícia na última semana ao ser preso em Albuquerque (EUA) por dirigir embriagado e uso negligente de arma de fogo. Passada quase uma semana do incidente, e depois de acatar a pena de um ano em liberdade condicional, o atleta quebrou o silêncio e falou sobre a nova polêmica envolvendo seu nome.

Veja Também

Semifinais da FIFA Ultimate Quaran-Team agitam o mercado das apostas
Jon Jones faz acordo com Justiça e é condenado a um ano de liberdade condicional
Ex-UFC que trabalha como enfermeiro revela ‘batalha horrível’ contra o coronavírus nos EUA

“Enquanto todos nós trabalhamos para entender e lidar com o estresse e incertezas em torno do estado atual do nosso mundo, quero expressar o quanto estou realmente desapontado por ter me tornado a fonte de uma manchete negativa novamente, especialmente durante estes tempos difíceis”, escreveu Jones. “Estou decepcionado por desapontar as pessoas de quem mais gosto: minha família, meus amigos e meus fãs. Esta manhã entrei num acordo com o Ministério Público de Albuquerque. Aceito total responsabilidade pelos meus atos e sei que tenho algum trabalho pessoal a fazer que envolve a relação insalubre que tenho com o álcool”, disse Jon em carta enviada ao ‘MMA Fighting’.

Mesmo assumindo a culpa, o ícone do MMA afirmou que o incidente não minimiza seu dever como cidadão e afirma continuar auxiliando no que for necessário para que as pessoas possam superar uma das maiores crises de saúde da história do mundo.

“Tenho dedicado tanto tempo e energia para melhorar a minha comunidade, e não vou permitir que esta derrota pessoal atrapalhe o meu trabalho dentro da comunidade quando mais precisamos dele. Eu realmente aprecio o apoio que recebi da comunidade de Albuquerque e de todos os meus fãs ao redor do mundo. Estou muito ansioso deixar isso (o incidente) no passado. Obrigado a todos vocês por seu contínuo amor e apoio e, por favor, tomem conta de vocês mesmos””, finalizou o campeão.

Este não é o primeiro pedido de desculpas públicas de Jones. Assim como acumula vitórias no octógono, a lenda das artes marciais mistas tem se tornado uma espécia de ímã de confusões fora de seu esporte. Entre as principais polêmicas envolvendo o meio-pesado estão acusações de assédio sexual, acidente automobilístico e posterior fuga e casos de doping no Ultimate.

Mesmo sem a ficha limpa, o lutador segue como um dos principais nomes do esporte da história. Com 32 anos, o norte-americano, hoje, soma 28 apresentações como profissional no MMA, conquistando 26 triunfos e tendo apenas um revés (perdeu por desqualificação em 2009) e uma luta sem resultado (venceu, mas teve o resultado revertido após ser flagrado no doping, em 2017).

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments