Cejudo sugere Dominick Cruz como reserva, caso Aldo não possa participar do UFC 250

Com fronteiras entre países cada vez mais fechadas em função da pandemia do coronavírus, campeão dos galos traça plano b para luta em 9 de maio

H. Cejudo posa com seus dois cinturões do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @henry_cejudos

Desde que alguns países assumiram a postura de fechar as fronteiras, limitando o trânsito de pessoas como medida preventiva à proliferação do coronavírus (COVID-19), as atitudes tiveram consequências no mundo esportivo. No MMA, o evento de 18 de abril está comprometido devido ao fato de Khabib Nurmagomedov não poder deixar a Rússia. Pensando nisso, Henry Cejudo já pensa em um plano b, caso seu combate contra José Aldo, marcado para 9 de maio, no Brasil, seja afetado.

Veja Também

Maior rival de Jones, Daniel Cormier lamenta nova prisão do campeão: ‘Não tive alegria nenhuma’
Lesão tira Valentina Shevchenko da defesa do cinturão no UFC 251, em junho
Jon Jones quebra silêncio após nova prisão nos EUA: ‘Triste por decepcionar as pessoas’

“O UFC249 está em perigo, porque não podemos tirar Khabib (Nurmagomedov) da Rússia. Por isso, caso não consigamos trazer o José ‘Baldo’ (Aldo) para a América (Estados Unidos), não se esqueça de trazer o seu smoking sem cauda que veste todos os sábados com as suas bolas. Porque você está na reserva, querido. Alguém que se ajoelhar diante do ‘Triplo C’ em 9 de maio”, escreveu o campeão, em sua conta no Instagram, fazendo referência ao ex-campeão da divisão, Dominick Cruz.

Até o momento, não há qualquer informação sobre modificações no card que acontece em São Paulo. Assim como o UFC 249 segue confirmado para 18 de abril, a luta a disputa de cinturão entre Aldo e Cejudo continua marcada na capital paulista.

Caso o evento tenha de deixar a cidade de São Paulo e seja transferido para os Estados Unidos, José Aldo pode ser impedido de realizar a viagem para o território norte-americano. Desta forma, o campeão precisaria de um novo adversário.

Ao saber da investida do ‘Triplo C’, Dominick Cruz, que é considerado um dos melhores galos (até 61,2kg.) da história, não demorou para responder o campeão.

“Finalmente vamos competir, garoto. O melhor de todos os tempos vai te vencer”, escreveu Dominick em sua conta no Twitter.

Cruz ostentou o título dos galos entre 2010 e 2016. Mesmo com um histórico longo de lesões, o combatente defendeu seu cinturão em três oportunidades, até perdê-lo no embate contra Cody Garbrandt, no UFC207.

Cejudo, por sua vez, realizará sua primeira disputa de cinturão no Ultimate. Campeão da divisão desde que bateu Marlon Moraes, em junho do ano passado, o norte-americano vem traçando uma trajetória de sucesso dentro da organização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário