Rozenstruik aposta em nocaute contra Ngannou: ‘Ele vai cair. Guardem minhas palavras’

Peso pesado promete dar show contra franco-camaronês em uma das principais lutas do UFC 249

J. Rozenstruik em apresentação pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @jairzinho.rozenstruik

Para quem gosta de ‘pancadaria’, a luta entre Francis Ngannou e Jairzinho Rozenstruik promete ser um prato cheio. Com o duelo entre ambos transferido para o UFC 249, em 18 de abril, o surinamês prometeu um verdadeiro show contra o franco-camaronês em uma das lutas mais aguardadas do card. Em entrevista ao ‘MMA Fighting’, o ‘gitante’ falou sobre a expectativa para o confronto.

Veja Também

Joe Rogan volta a questionar UFC 249: ‘Não há isolamento social em uma luta na jaula’
Rose Namajunas deixa luta contra Jéssica ‘Bate-Estaca’ no UFC 249
Com visto de trabalho para os EUA vencido, José Aldo está fora do UFC 250, diz site

“Para mim, é um grande desafio e nós amamos desafios, eu e meu time. O segundo fator é que ele (Francis) não tem luta. Então, ele está feliz também por lutar agora. Acho que é empolgante”, disse Jairzinho.

Rozenstruik, então, fez a previsão sobre como imagina o combate sendo encerrado. Segundo o atleta, o roteiro não deve fugir das expectativas do público, que imaginam um confronto com muita agressividade.

“Eu sei que tenho a habilidade para nocauteá-lo. Estou trabalhando para melhorar e é por isso que estou sempre na academia. Ele vai cair, de uma forma ou de outra”, disse o gigante.

O surinamês, no entanto, sugeriu que Ngannou pode subir no octógono com uma estratégia diferente. Para o pesado, seu rival pode repetir os planos de seu último adversário, Alistair Overeem, que preferiu propôr a luta no chão, mas, mesmo assim, acabou nocauteado nos segundos finais do combate ocorrido em dezembro.

“Se ele vier para lutar, vai perder no primeiro ou segundo round. Guardem minhas palavras”, premeditou o combatente

O confronto contra Francis significa o maior desafio da carreira de Rozenstruik até o momento. Com 10 lutas profissionais e sem nenhuma derrotas no cartel, o surinamês pode ficar mais próximo do que nunca de uma disputa de cinturão, caso vença o franco-camaronês, que atualmente figura na segunda posição no ranking da categoria.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments