Vitor Belfort diz que estava próximo de retorno ao MMA, mas pandemia obrigou a adiar planos

Ícone das artes marciais mistas, brasileiro negociava estreia no ONE FC, mas a ideia precisou ser engavetada

V. Belfort (foto) afirma que pandemia adiou seu retorno ao MMA. Foto: Reprodução Facebook UFC

Um dos maiores nomes da história do MMA brasileiro, Vitor Belfort estava próximo de confirmar seu retorno ao MMA. Contratado pelo ONE FC no ano passado, o atleta se preparava para estrear pela nova organização, no entanto, devido a pandemia do coronavírus (COVID-19), os planos acabaram adiados.

Veja Também

Anderson Silva revela que quase se aposentou em 2012, antes de perder cinturão: ‘Estava saturado’
Tony Ferguson explica motivo de corte de peso, mesmo sem luta: ‘Compromisso’
Vídeo: Lutador do UFC treina com cabra da montanha durante a quarentena na Rússia

“Meu empresário estava conversando com Chatri (Sityodtong, presidente do ONE) para confirmar uma luta, mas aí tudo isso aconteceu (pandemia). É uma loucura. Tudo foi paralisado, mas eu definitivamente quero voltar à ação e trazer algo novo, me reinventar. Eu acho que será pela última vez e, com certeza, estou empolgado para voltar à ação”, disse o ‘Fenômeno’ em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

Sem revelar o adversário, Belfort afirmou que o ONE pretendia escalá-lo para participar do maior card do ano. O combatente, porém, evitou dar mais detalhes, pois, segundo ele, o compromisso ainda está em processo de negociação.

“Eu recebi uma ligação do Chatri no começo do ano e nós estávamos preparando algo que, segundo ele, seria a maior luta para mim e a maior do ano. Estava para ser anunciada, mas, em função do vírus (coronavírus), tudo foi pausado”, contou o lutador.

Vitor não atua profissionalmente no MMA desde sua derrota para Lyoto Machida, em maio de 2018, quando ainda atuava pelo UFC. Após o revés, o brasileiro sinalizou sua aposentadoria do esporte, no entanto, mudou de ideia meses depois, quando anunciou que iria compor o grupo de lutadores do ONE.

Hoje, o ‘Fenômeno’ está com 43 anos. O combatente soma 41 compromissos disputados, com 26 vitórias, 14 derrotas e uma luta sem resultado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments