Figueiredo esboça data para revanche contra Benavidez e sugere vitória por finalização

Responsável por aplicar dura derrota no norte-americano em fevereiro, brasileiro fala sobre expectativa de poder reeditar luta contra Joseph, pelo cinturão

D. Figueiredo em vitória pelo Ultimate. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Em fevereiro deste ano, Deiveson Figueiredo poderia ter se tornado o novo campeão dos moscas (até 56,7kg.) do UFC. O atleta, no entanto, embora tenha conseguido a vitória no desafio contra Joseph Benavidez, não levou o cinturão por ter falhado no corte de peso para sua luta no UFC Norfolk. Pensando na revanche, o brasileiro, agora, mira um novo triunfo sobre o último oponente e sugeriu o mês para que a nova disputa aconteça.

Veja Também

UFC 249 vai acontecer em Jacksonville, na Flórida, diz site
Empresário aposta em força de Gaethje como vantagem para vencer Ferguson
Demian Maia estuda fazer mais duas lutas para tentar bater marca histórica no UFC 

“O Benavidez merece a revanche, até por ter lutado comigo sabendo que eu estava acima do peso. A gente vai se enfrentar de novo, ‘tirar essa teima’, porque ele acha que me bate. Se eu nocauteei no segundo round, agora vou para finalizar no primeiro. Quero quebrar esse negócio de ele nunca ter sido finalizado. A meta, agora, é finalizar. A hora que embolar, vou pegar,” disse o brasileiro em entrevista ao ‘Combate’.

Após falhar no compromisso com a balança, Deiveson acabou sendo muito criticado por fãs, membros da imprensa e até pelo presidente do UFC, Dana White. Na ocasião, o ‘chefão’ acabou chamando a atitude do atleta de antiprofissional, já que se tratava de uma luta pelo cinturão linear da divisão. Após o incidente, Figueiredo garantiu que não haverá nova decepção.

“Muita gente comenta que eu fiquei acima do peso. Agora, é bater e acabar com essa desculpa. Vou finalizar bonito para que não exista uma terceira luta. Vou arrancar a cabeça dele, seja com um mata-leão, seja com um outro estrangulamento qualquer”, finalizou o atleta, que confirmou à reportagem o desejo de lutar em julho.

Diante de um cenário de incertezas, em função da pandemia do coronavírus (COVID-19), ainda não se pode afirmar quando Joesph e Deiveson poderão trocar forças novamente. No entanto, o encontro entre o brasileiro e o norte-americano deve acontecer ainda este ano (caso o UFC retome as atividas), já que, após a vitória do paraense, a categoria dos moscas seguiu sem campeão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments