Ex-BBB, Marcelo Dourado revela sonho de enfrentar Do Bronx no jiu-jitsu: ‘Seria uma honra’

Vencedor da 10ª edição do reality show e faixa-preta na 'arte suave', brasileiro pode realizar desejo em outubro, caso a situação da pandemia seja resolvida

Luta entre M. Dourado (foto) e C. do Bronx pode acontecer em outubro. Foto: Reprodução/Instagram @maktubdourado

Um sonho próximo da realização. O ex-participante do Big Brother Brasil (BBB), Marcelo Dourado, admitiu a vontade de se testar contra o lutador do UFC, Charles do Bronx, em uma competição de jiu-jitsu. Os atletas tinham compromisso marcado para abril, pelo ‘Arnold Classic’, mas, em função da pandemia do coronavírus (Covid-19), o evento acabou adiado para outubro. Em entrevista ao ‘Ag.Fight’, Dourado falou sobre a expectativa de trocar forças na ‘arte suave’ contra um grande ícone do MMA brasileiro atual.

Veja Também

Philipe Lins estreia no UFC contra Andrei Arlovski em 13 de maio, diz site
Por corte de verbas, WWE decide dispensar Cain Velasquez
José Aldo comenta derrota para McGregor em 2015: ‘Estava muito confiante’

“Seria uma grande honra lutar com ele. É um sonho enfrentar alguém do UFC, já que não tive a chance de lutar lá. Ele e o Demian Maia são os melhores representantes da nossa arte sem quimono. Às vezes, eles tomam uns amassos nas lutas, a gente acha que não vai dar e do nada finalizam. A gente fica muito feliz em vê-los levantarem nossa bandeira. O Charles parece aquela chave inglesa de mil bocas, que quando pega não solta (risos). Poucos conseguem lutar bem na guarda no MMA e ele faz muito bem isso. Qualquer mole ele finaliza”, afirmou Marcelo.

Faixa-preta de jiu-jitsu e judô, o Marcelo afirma que um confronto contra Do Bronx seria ótimo, no campo de vista das promoções. Aos 48 anos, o brasileiro encara a possibilidade de dividir o espaço de luta contra um atleta do Ultimate algo especial em sua trajetória nas artes marciais.

“Creio que, pela visão de negócio, tem tudo para acontecer. Para mim, é um desafio e gosto disso. Tenho 48 anos e uma luta de quimono contra ele seria demais. Em 2011, depois que sai da casa (do BBB), marquei uma luta de submission (luta agarrada) de cinco rounds. Os quatro primeiros de cinco minutos e o último sem tempo. Eu estava com 39 anos e enfrentei um cara de 21. Lutamos 48 minutos e achei sensacional. Me senti o Helio Gracie lutando horas. Como não treinava faz tempo, desisti no final, mas foi uma baita luta”, finalizou.

O que alguns não sabem é que a experiência de Dourado no mundo das lutas não se limita apenas à ‘arte suave’. Marcelo também já se testou no MMA e, apesar de ter um cartel negativo, leva o teste no esporte eu sua vida.

O brasileiro estreou nas artes marciais mistas em 2003, quando derrotou Rafael Freitas atuando pelo Meca. Depois do debute, Dourado atuou em mais sete oportunidades, sem vitórias. Sua última apresentação no MMA aconteceu em abril de 2009.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments