Impossibilitado de participar do UFC 249, Aldo pede luta para julho: ‘Estarei pronto’

Fora do card de 9 de maio por não conseguir renovar visto de trabalho norte-americano, manauara quer retornar logo ao octógono e publica vídeo de treinamento

J. Aldo em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @ufcbrasil

Embora esteja oficialmente fora do UFC 249, que acontece em 9 de maio, na Flórida (EUA), José Aldo quer deixar claro que não abandonou os treinamentos. Almejando retornar ao octógono o mais breve possível, o manauara publicou um vídeo em que aparece treinando e sugeriu o mês para voltar à ação.

Veja Também

Thiago Moisés enfrenta Michael Johnson pelo UFC em 13 de maio, diz site
Kevin Lee rompe ligamento do joelho e fica seis meses fora
Cerrone revela situação inusitada antes de luta contra McGregor: ‘Eu não queria estar lá’

“Continuamos trabalhando forte para a próxima luta. Em julho, estarei pronto”, escreveu o ‘Campeão do Povo’ em sua conta oficial no Instagram.

Inicialmente, o card do UFC 249 seria protagonizado por Aldo e Henry Cejudo. Na ocasião, o brasileiro tentaria sua primeira disputa de cinturão desde que migrou para os galos (até 61,2kg.), em dezembro do ano passado. A pandemia do coronavírus, porém, obrigou que o card que aconteceria em São Paulo fosse transferido para os Estados Unidos. A ação acabou impedindo que José pudesse seguir como desafiante, sendo, então, substituído pelo ex-campeão, Dominick Cruz.

Até o momento, não se sabe qual será o próximo desafio do brasileiro no Ultimate. O combatente pode aguardar pelo vencedor do confronto entre Cejudo e Cryz, ou encarar algum dos atletas do topo da categoria.

Com apenas uma apresentação na divisão dos galos, o manauara foi derrotado por Marlon Moraes, mas acabou convencendo a diretoria e Henry por sua performance no UFC 245. O brasileiro, então, já ocupa lugar de destaque no grupo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

trabalhando forte para a próxima luta! 👊🏽💥⚔️ @matheusnaccache @danawhite in July i’m ready!

Uma publicação compartilhada por José Aldo Junior (@josealdojunioroficial) em

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments