Dana White dispara críticas contra atletas e árbitro após UFC 149

A cidade de Calgary, no Canadá, recebeu o UFC 149 na madrugada deste sábado (horário de Brasília), mas o desempenho dos atletas não agradou a organização.

Apesar de um card preliminar movimentado, os combates do programa principal foi abaixo das expectativas e os atletas receberam duras críticas de Dana White, presidente do UFC.

LEIARenan Barão domina Faber e conquista cinturão dos pesos galos

“Escute, nós tivemos lutas ruins. Eu não estou feliz que tivemos nessa noite, mas não é problema da cidade, mas meu e dos lutadores”, disse.

Os alvos do mandatário foram os pesos pesadosCheick Kongo e Shwan Jordan, que ficaram praticamente toda a luta no clinch, além do  árbitro Yves Lavigne, que foi responsável por mediar o combate.

“Quando os dois caras (Kongo e Jordan) ficam no clinche por três rounds e esse idiota ali olhando, seu trabalho, como árbitro, é fazê-los lutarem. Estamos falando de caras com experiência. Yves Lavigne foi horrível nesta noite”, disparou White,que também criticou o desempenho de Hector Lombard, que chegou no UFC cotado como provável desafio de Anderson Silva, mas que não conseguiu impor seu jogo diante de Boetsch.

“O Lombard veio de uma sequência de 25 lutas e hoje foi horrível. Mas quando você vê um cara como o Boetsch, que apareceu do nada e venceu Okami.. Não foi bem”, resumiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário