Demian Maia aposta em Woodley no duelo contra Durinho: ‘Tem a mão mais pesada’

Com experiência de ter enfrentando ambos, ícone brasileiro afirma que ex-campeão tem mais armas para vencer confronto deste sábado

D. Maia (foto) aposta em vitória de T. Woodley sobre G. Durinho no UFC Las Vegas. Foto: Reprodução/Instagram @demianmaia

O brasileiro Gilbert Durinho está a pouco mais de quatro dias do compromisso que pode colocá-lo mais próximo do que nunca de uma disputa de cinturão. No UFC Las Vegas, o atleta enfrentará o ex-campeão dos meio-médios (até 77kg.), Tyron Woodley e acabou sendo considerado azarão por seu último oponente no octógono. Ícone do MMA, Demian Maia, que já enfrentou ambos, apostou no norte-americano na luta principal deste final de semana e justificou a escolha, em entrevista ao ‘Combate’.

[relacionada]

“Eu acho o Woodley favorito pelo simples fato de que a mão dele é muito pesada. O Durinho é um cara que se expõe um pouco no jogo em pé, tem a mão pesada também, tanto que me ganhou dessa maneira, mas não tão pesada quanto a do Woodley. Eu acho que, se ele não vier muito com esse jogo de botar para baixo, é difícil botar o Woodley para baixo. Vai acabar virando uma luta de ‘trocação’. Luta é luta, vai que o Durinho nocauteia, os caras vão me xingar pra c***, mas, na minha análise, a chance é maior do Woodley nocautear. A mão é mais pesada”, explicou Maia.

Demian trocou forças contra Tyron em julho de 2017, quando disputou o título dos meio-médios contra o norte-americano. Na ocasião, o brasileiro acabou não conseguindo impôr seu jogo e foi derrotado na decisão unânime dos juízes. Quase três anos se passaram desde então e, hoje, Woodley não ostenta mais o título. Pensando que o combatente não atua há mais de um ano, Maia também analisou sobre como o lutador vai se apresentar para o confronto contra um adversário que vem em grande fase.

“Tem aquele negócio: como o Woodley vai estar? Como está o treino dele nessa restrição toda? Como o Durinho está também? Você nunca sabe como eles virão pra luta. É uma outra coisa que tem uma importância fundamental e as pessoas não veem. Você dá uma opinião por análise de números, mas, no fim, você não tem como saber se o cara está com lesão, se o cara está de saco cheio, se teve algum problema”, disse Demian antes de completar.

“Se os dois vierem bem treinados, acho que a tendência é o Woodley ganhar porque vai acabar botando uma mão mais dura e acho que, mesmo que não nocauteie, pode inibir o Durinho”, finalizou.

Atualmente, Tyron está com 38 anos e teve, em sua última performance, a duro revés para Kamaru Usman, que lhe custou o cinturão da categoria. Neste final de semana, o norte-americano completará sua 25ª apresentação como profissional no MMA.

De volta aos meio-médios há menos de um ano, Gilbert, hoje, já é considerado um dos principais nomes do grupo. Depois de bater Maia, em março deste ano, o niteroiense ocupou a sexta posição no ranking e, caso vença no sábado, pode ocupar o posto de desafiante número um da categoria.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments