Borrachinha pede endereço de Adesanya para obrigá-lo a assinar o contrato para luta | SUPER LUTAS

Borrachinha pede endereço de Adesanya para obrigá-lo a assinar o contrato para luta

Principal desafiante ao título dos médios, brasileiro exige que nigeriano confirme aguardada disputa de cinturão

P. Borrachinha (foto) exige que I. Adesanya assine contrato para disputa de cinturão: Foto: Reprodução/Instagram @borrachinhamma

Um dos principais nomes brasileiros do UFC na atualidade, Paulo Borrachinha segue na caça do campeão dos médios (até 83,9kg.), Israel Adesanya, para que o campeão firme o compromisso de enfrentá-lo na disputa do cinturão. Com rivalidade acirrada há mais de um ano, o mineiro usou as redes sociais para exigir, de forma curiosa, que o nigeriano assine o contrato para um dos confrontos mais aguardados dos últimos anos.

Veja Também

“Me mande a merd* do endereço dele (Adesanya) e eu vou obrigá-lo a assinar a droga do contrato agora. Dobre seus joelhos”, escreveu Paulo em sua conta no ‘Twitter’.

Atualmente, o brasileiro é indiscutivelmente o principal adversário para Israel. Número dois no ranking da divisão, atrás apenas do ex-campeão, Robert Whittaker, que foi destronado pelo nigeriano em outubro do ano passado, Borrachinha segue invicto como profissional no MMA e promovendo grandes lutas desde sua estreia no UFC.

Após defender seu título pela primeira vez contra Yoel Romero, em uma luta muito criticada pela falta de combatividade, o nigeriano garantiu, após o duelo com o cubano, em março deste ano, que o mineiro será seu próximo oponente. À época, o campeão afirmou que, antes de trocar forças contra Paulo, pretendia tirar um tempo de férias, já que vinha de uma maratona de oito lutas em pouco mais de dois anos.

Até o momento, não há previsão de quando o confronto deve acontecer. A expectativa é que o Ultimate confirme a disputa nos próximos meses para o segundo semestre de 2020.

Enquanto a luta não é oficializada, Borrachinha segue treinando diariamente para a maior peleja de sua carreira.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments