Sem técnico, Mike Perry surpreende e derrota Mickey Gall por pontos no UFC Las Vegas 4

Com a presença apenas da namorada em seu córner, norte-americano domina compatriota e encerra jejum de vitórias

M. Perry derrotou M. Gall na decisão unânime dos juízes no UFC Las Vegas 4. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Depois de inovar e dispensar seus técnicos para sua luta no UFC Las Vegas 4, realizado neste sábado (27), Mike Perry não decepcionou. Após dominar Mickey Gall durante três rounds, o norte-americano venceu por pontos e encerrou um jejum de dois desafios sem triunfar.

Veja Também

Philipe Lins sofre duro nocaute para Tanner Boser e segue sem vencer no Ultimate
Dustin Poirier vence Dan Hooker em luta emocionante no UFC Las Vegas 4
UFC Las Vegas 4: Dustin Poirier x Dan Hooker – Resultados

Quando subiu ao octógono, Perry sabia que, caso fosse derrotado, poderia correr risco de ser dispensado pela organização. O norte-americano vinha de reveses para Vicente Luque e Geoff Neal. Esta foi a 14ª vitória de Mike em sua carreira como profissional no MMA.

Na entrevista após a luta, Perry, que contou apenas com sua namorada em seu córner, afirmou que imaginava os conselhos que seus treinadores dariam no intervalo. A estratégia funcionou, pois Gall não conseguiu impôr sua estratégia no confronto.

Com 28 anos, esta foi a terceira derrota de Mickey em sua carreira nas artes marciais mistas. O atleta não era derrotado desde março do ano passado.

A luta

Perry começou o confronto partindo para cima de Gall lançando uma sequência de socos. Mickey caminhava para trás e era perseguido pelo compatriota. Mike conectou um bom direto no rosto de Gall, que seguia se protegendo e apostando no contra-ataque. Próximo da metade do round, Mickey conectou um chute forte na linha de cintura de Perry, que não acusou o golpe. Gall seguia perigoso nos contra golpes e mantinha o desafio equilibrado. No minuto final, Mike conseguiu uma queda e rapidamente chegou às costas do adversário. Perry se levantou e desferiu golpes de cima para baixo até que o cronômetro zerou.

O segundo assalto começou da mesma forma que o primeiro, com Mike tomando a iniciativa. Perry tentava cercar o oponente, mas corria perigo com as respostas de Gall. Perry conseguiu levar o confronto para o chão e atacava Mickey com socos de cima para baixo. Gall conseguiu se levantar e ensaiou uma guilhotina, que foi defendida pelo rival. Nos segundos finais, os combatentes partiram para a trocação franca até que MIckey foi surpreendido com um dois socos de Mike e foi ao chão. O atleta, no entanto, acabou salvo pelo gongo.

No último round, Mickey atacou Perry com um chute baixo. Mike respondeu com uma sequência de socos e seguia mais agressivo no confronto. Mike seguia perseguindo o adversário pelo octógono e mostrava muita resistência ao absorver os contra golpes impostos por Mickey. Na metade do assalto, Gall dava sinais de cansaço e Perry tentava aproveitar o momento. Restando dois minutos para o fim, Mickey tentou levar o desafio para o chão, mas acabou caindo em posição de desvantagem. Mike seguia atacando e pontuando com socos e cotoveladas. Nos segundos finais, Perry conseguiu a montada e seguia golpeando o oponente, buscando o nocaute. Gall tentava se desvencilhar, mas não havia mais tempo.

Maurice Greene leva susto, mas finaliza Gian Villante

M. Greene (dir.) derrotou G. Villante (esq.) no UFC Las Vegas 4. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O peso pesado (até 120,2kg.) Maurice Greene encerrou uma série de duas derrotas consecutivas no encontro com o estreante na categoria, Gian Villante. Em um confronto que encaminhava para uma decisão por pontos, Greene surpreendeu o adversário com um katagatame no último round.

Maurice subiu ao octógono com a obrigação de vencer para não se complicar na organização. O norte-americano vinha de revese para Sergei Pavlovich e Alexey Oleynik. No confronto contra Gian, o atleta chegou a ter momentos complicados, mas virou o jogo com a finalização.

Estreante nos pesados, Villante se aproximou de um nocaute no último round do confronto. O atleta, no entanto, acabou se cansando e chegou à segunda derrota consecutiva.

Takashi Sato derrota Jason Witt com nocaute relâmpago

T. Sato (esq.) derrotou J Witt (dir.) com nocaute relâmpago no UFC Las Vegas 4. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O norte-americano Jason Witt não teve a estreia que esperava no UFC. Após aceitar o desafio de enfrentar o perigoso Takashi Sato no UFC Las Vegas 4, o lutador acabou sendo surpreendido com um nocaute relâmpago logo no primeiro round.

Jason chegou ao Ultimate para defender uma série de quatro vitórias consecutivas. O atleta, agora, tem seis derrotas em seu cartel no MMA.

Representante dos fãs japoneses, Sato precisava apagar sua última derrota, em setembro do ano passado, quando foi batido por Belal Muhammad. O atleta, agora, tem dois resultados positivos em três apresentações pelo Ultimate.

Julian Erosa volta ao UFC e tira invencibilidade de Sean Woodson

J. Erosa em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Demitido do Ultimate em 2019, após três derrotas consecutivas, Julian Erosa aceitou o desafio de encarar o então invicto Sean Woodson com menos de uma semana. Com a obrigação de vencer, o norte-americano não decepcionou e finalizou o rival com um estrangulamento japonês no terceiro round.

Erosa não atuava profissionalmente desde maio do ano passado, mas provou que manteve os treinos em dia a julgar pelo condicionamento apresentado neste sábado.

Sean subiu ao octógono para defender uma invencibilidade de sete lutas na carreira. O lutador, no entanto, acabou surpreendido e amargou o primeiro resultado negativo em seu cartel no MMA.

Resultados do UFC Las Vegas 4

CARD PRINCIPAL 

Dustin Poirier derrotou Dan Hooker na decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47, 48-46)

Mike Perry derrotou Mickey Gall na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pesado (até 120,2kg.): Maurice Greene finalizou Gian Villante com um katagatame a 3m34s do R3

Brendan Allen derrotou Kyle Daukaus na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 30-27)

Peso meio-médio (até 77kg.): Takashi Sato derrotou Jason Witt por nocaute a 48s do R1

Peso casado (até 68kg): Julian Erosa finalizou Sean Woodson com um estrangulamento japonês a 2m44s do R3

CARD PRELIMINAR

Khama Worthy finalizou Luis Peña com uma guilhotina a 2m53s do R3

Peso pesado (até 120,2kg.): Tanner Boser derrotou Philipe Lins por nocaute a 2m41 do R1

Peso palha (até 52,1kg.): Kay Hansen finalizou Jinh Yu Frey com uma chave de braço a 2m26s do R3

Peso pena (até 65,2kg.): Youssef Zalal derrotou Jordan Griffin na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments