Demian Maia revela que temeu pela vida em doença contraída em 2014: ‘Fiquei bem tenso’

Brasileiro narra tensão após ter contraído osteomielite no ombro; lutador chegou a suspeitar de câncer ou leucemia

Um dos grandes ícones brasileiros do MMA, Demian Maia é um dos representantes mais vitoriosos na história do UFC. Com uma carreira sólida e respeitável, o paulista viveu um drama pessoal, em 2014, ao ser acometido por uma osteomielite e chegou a temer pela vida. Em entrevista exclusiva ao canal do YouTube do SUPER LUTAS, Maia narrou o episódio.

Veja Também

Anderson Berinja enfrenta invicto Jack Shore em 15 de julho, na ‘Ilha da Luta’
Vitor Belfort publica foto e exibe grande forma física aos 43 anos
IMAGENS FORTES: Dan Hooker exibe rosto após guerra contra Poirier e parabeniza rival

“Foi grave. Na verdade, foi uma osteomielite (inflamação óssea causada por infecção) que eu tive no ombro. Eu fui para o hospital e saí rápido. Você tem que ficar dias de antibiótico. Eu saí (do hospital) rápido porque eu tinha uma luta marcada no UFC e a gente não queria perder essa luta. Eu saí antes do tempo, voltei a treinar e caí de novo em febre. A infecção voltou, voltamos para o hospital e saí com um cateter para ficar tomando antibiótico. (…) Eu estava umas três semanas tomando antibiótico sem poder fazer nada e eu tive febre de novo. Aí foi o grande problema. A osteomielite teoricamente estava controlada, mas quando começa a ter febre assim podem ser várias coisas, câncer, leucemia…”, narrou Demian.

Maia, então, explicou o motivo da piora em seu quadro de saúde, mesmo estando medicado há semanas. O lutador disse que foi descoberto um vírus que atuou junto com a infecção anterior, resultando no agravamento do caso.

“Na verdade, era um vírus: Citomegalovírus (CMV). Eu peguei junto – não sei como – com essa infecção que já estava sendo curada. A prova (exame) de vírus demora um pouco para voltar. Então, eu fui para o hospital de novo e a febre não baixava. A cada seis horas, ela voltava. Desesperados, a gente começou a fazer tudo o que é teste de vírus, até que a gente chegou a fazer um teste que chama ‘PET Scan’, para ver se eu não tinha nenhuma célula cancerígena, alguma coisa mais séria no corpo”, contou Maia.

No momento em que se viu diante de um teste que informaria sobre a possibilidade de um câncer, o brasileiro afirmou que chegou a temer pela vida. Para Demian, o momento o fez repensar na vida, principalmente por ter dois filhos pequenos, na época.

“Nesse momento, acho que foi o de maior tensão. Eu já tinha filhos, eles eram bem novos. Um tinha um ano de idade, outro três. Aí você começa a repensar sua vida toda, valores, esse tipo de coisa. Porque você começa a lidar de uma forma mais concreta com a possibilidade de morte. A gente, como é novo, não pensa muito nisso. Tem muita dificuldade de entender esse conceito. Quando você fica de cara com uma doença, você acaba percebendo mais essa questão de sua vida. (…) Até sair o resultado do ‘PET Scan’, eu fiquei bem tenso”, finalizou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments