Léo Santos analisa luta técnica contra Roman Bogatov no UFC 251: ‘Pode ser chata’

Invicto no Ultimate, brasileiro afirma que confronto contra russo invicto vai ser estratégico, mas mostra confiança em nova vitória

Representante brasileiro no UFC 251, Léo Santos terá um duro compromisso neste sábado (11), quando enfrenta o invicto e estreante, Roman Bogatov, em Abu Dhabi. Ao analisar o desafio, o carioca não escondeu que pode ser um confronto ‘amarrado’, marcado pela técnica, mas mostrou confiança na vitória. Em entrevista exclusiva ao canal no YouTube do SUPER LUTAS, Santos falou sobre o compromisso.

Veja Também

Durinho revela torcida para Usman no UFC 251: ‘Se Masvidal vencer, vai virar um circo’
Pedro Munhoz testa positivo para COVID-19 e deixa luta contra Frankie Edgar na ‘Ilha da Luta’
Caso vença Kamaru Usman, Jorge Masvidal quer dar chance de título a Nate Diaz: ‘Venha lutar por esse cinturão’

“É um cara duro. Vem do ‘M-1’, evento grande. Eu vi que ele tem um preparo físico bom. Ele se embola, na verdade, ele se enrola em um jogo de agarrar. Um jogo chato. Pode ser que seja uma luta chata. Eu preciso ter calma, paciência, para defender queda, derrubar ele também. Vai ser uma luta meio tática. Essa é a verdade”, afirmou Léo.

Planos para o futuro

Visando se manter ativo dentro da organização, após passar mais de dois anos afastado por lesões, Santos afirma que não tem um adversário em mente, caso saia vitorioso neste sábado. O atleta, porém, contou que, caso não haja danos significativos em seu corpo, quer se oferecer para atuar nos cards futuros.

“Se Deus me conceder essa vitória bem limpa e tranquila, vou pedir até para ficar na ‘Ilha’ (da Luta) para lutar na próxima semana. A verdade é essa. O tempo passa muito rápido. Vou tentar botar mais uma luta, duas, esse ano”, contou o brasileiro.

Luta entre os meio-médios

Com um cartel vitorioso desde sua estreia no Ultimate, Léo, que hoje está com 40 anos, afirmou que ainda se sente bem e tem planos para se testar na carreira. O atleta sugeriu que pode ser visto lutando na divisão de cima em breve.

“Eu não tenho problema nenhum em lutar de 77kg. Eu tenho altura, força. Três rounds de cinco (minutos) eu lutaria tranquilo, sem problema nenhum. É só a oportunidade mesmo. Se faltar (algum lutador) e me convocarem, acho que dá para lutar tranquilo”, cravou.

Neste sábado, Léo chegará à marca de 22 apresentações como profissional no MMA. O combatente, hoje, soma 17 vitórias, três derrotas e um empate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments