Vanessa Melo justifica falha em corte de peso para o UFC 251: ‘Não foi culpa minha’

Brasileira confirma crise intestinal e que foi orientada a interromper processo de desidratação; paulista também conversou com nossa equipe sobre a expectativa para o espetáculo contra Karol Rosa

V. Melo em pesagem para o UFC 251. Foto: Reprodução/Instagram

Responsável por um confronto que vai dividir a torcida brasileira no UFC 251, neste sábado (11), Vanessa Melo justificou a falha no corte de peso, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (10). A paulista afirmou que seguia o cronograma normalmente, quando foi surpreendida por uma crise intestinal, levando a interrupção da desidratação. A atleta, no entanto, segue no confronto contra Karol Rosa.

Veja Também

Durinho aposta em luta chata entre Usman e Masvidal no UFC 251: ‘Vão sentir minha falta’
José Aldo e Jorge Masvidal usam toalha, mas batem peso e garantem disputas de cinturão
Assista a pesagem do UFC 251 com esquadrão brasileiro AO VIVO!

“Às 11 da manhã de hoje, perdendo o peso dentro do programado, sofri uma crise intestinal e uma dor intensa que nunca havia sentido antes. Chamamos os médicos do UFC que descobriram uma constipação intensa, não relacionada a minha perda de peso, e me impediram de continuar desidratando, fazendo com que eu ficasse acima do limite da categoria (galos). Quase saí da luta, porém, graças ao cuidado e efetividade do UFC, fui medicada e estou melhor, focada agora em me recuperar para dar show amanhã”, escreveu a brasileira em sua conta no Instagram.

Mantida no show, Melo aproveitou para agradecer à sua oponente, Karol, por ter aceitado o confronto mesmo após o incidente. Vanessa também confirmou que o ocorrido não foi sua culpa e garantiu que está pronta para o próximo desafio.

“Obrigado, Karol Rosa, ‘Paraná Vale Tudo’ por aceitarem a luta e entenderem as minhas condições. Obrigada, UFC, pela compreensão e entender o que houve e me tranquilizar de que não foi culpa minha o que aconteceu. Podem ter certeza que estou motivada e pronta para representar o meu país contra uma compatriota e fazer meu trabalho amanhã nesse evento histórico”, encerrou.

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Próxima de seu terceiro compromisso pelo Ultimate, Vanessa conversou com exclusividade com a equipe do SUPER LUTAS e falou sobre o desafio de encarar Karol Rosa neste sábado.

Com 17 lutas como profissional no MMA, Melo estreou no UFC no ano passado e, em duas apresentações, ainda não conseguiu vencer na organização. A combatente, no entanto, mostrou otimismo para o futuro na organização e buscou encontrar pontos positivos nos reveses.

“Derrota nunca é boa, porém, é a melhor forma de aprendizado que a gente pode ter na vida. É pegar um pouco daqui, dali, melhorando o que a gente já sabe fazer. A gente sempre vai fazer isso, mas, na derrota, a gente vai mais fundo”, afirmou a lutadora.

Empolgação para apresentação na ‘Ilha da Luta’

Profissional no MMA há quase 10 anos, Vanessa entende a proporção de participar de um espetáculo da magnitude do UFC 251. Além de três disputas de cinturão, o Ultimate promoveu o retorno de atletas que não residem nos Estados Unidos para voltarem a trabalhar. A ação torna o evento ainda mais importante.

“(É o momento mais importante da minha carreira), porque é histórico. Eu fiquei muito honrada de me chamarem para lutar nesse card. Quando o Dana White começou a falar sobre a ‘Ilha’, todo mundo ficou: ‘Será?’. Quando fiquei sabendo que seria em Abu Dhabi, falei: ‘Nossa!’. Quando vi o card, pensei: ‘Meu Deus, que card fantástico’. Fico muito honrada em lutar em um card com pessoas que eu sou fã”, confessou.

Lutar contra uma compatriota

Apesar do ânimo de se apresentar em um dos cards mais chamativos dos últimos anos, Melo terá o compromisso de trocar forças contra uma atleta brasileira. Mostrando respeito à oponente, Vanessa afirmou que a luta não será pessoal.

“É o nosso trabalho. A gente entende que, uma hora ou outra, vai acontecer. Acho que o público também entende isso. A gente acaba evitando de lutar contra brasileiros, mas, quando acontece, não podemos falar que não. Eu respeito toda a equipe da Karol Rosa. Acabou a luta, passou. A vida continua”, disse.

Desafio contra Rosa

Vindo de duas derrotas, para vencer, Vanessa terá que encerrar uma sequência de três vitórias de Karol, que estreou pela organização em agosto do ano passado com um resultado positivo sobre Lara Procopio. Analisando a rival, Melo entende que precisa estar preparada para qualquer situação dentro do confronto que promete ser bastante movimentado.

“A luta a gente nunca sabe como vai ser. A gente acaba pensando de um jeito e, às vezes, acontece outra coisa. Temos que focar sempre em tudo”, declarou a brasileira.

Expectativa para a primeira vitória no UFC

Perguntada sobre como visualizaria um resultado perfeito neste final de semana, Melo preferiu não arriscar. A paulista, no entanto, expressou o desejo pela conquista e descreveu a sensação que vai ter, caso tenha o braço levantado no fim.

“Todo atleta vai para ganhar. Quando a vitória vem, é a maior felicidade do mundo”, finalizou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments