Técnico de Cormier acredita que atleta não vai se aposentar, caso vença Miocic no UFC 252

Líder da AKA, Javier Mendez, revela que um resultado positivo de DC pode reviver rivalidade antiga dentro da organização

D. Cormier (esq.) em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @dc_mma

A promessa de que Daniel Cormier deve se aposentar após o fim da trilogia contra Stipe Miocic, que acontece neste sábado (15), pelo UFC 252, em Las Vegas (EUA), pode estar indo por água abaixo. Segundo o líder da AKA (American Kickboxing Academy), Javier Mendez, DC pode acabar sendo convencido a se apresentar, caso recupere o cinturão dos pesados (até 120,2kg.), em confronto que pode reviver uma rivalidade antiga no MMA.

Veja Também

Masvidal pede revanche a Usman, mas acaba intimado por Leon Edwards
Retorno de Mike Tyson aos ringues é adiado para 28 de novembro
Cigano sugere revanche com Ngannou e fala do desejo em enfrentar Jon Jones

“Acredito que o vencedor da luta entre Cormier e Miocic enfrentará Jon Jones, que já mostrou interesse em lutar no peso pesado. Se ele nunca tivesse mostrado esse interesse, a história seria diferente. Mas o ‘tio’ Dana (White) certamente oferecerá um caminhão de dinheiro, e Cormier não deixará passar essa oportunidade. Ele ama dinheiro. Acho que essa luta acontecerá”, afirmou o técnico, em entrevista à ‘ESPN’.

Embora não concorde com a ideia de que seu pupilo siga se apresentando aos 41 anos, Mendez acredita que o experiente presidente do UFC tem planos para não perder um de seus maiores nomes.

“Não vou mentir. Eu gostaria que ele se aposentasse de qualquer maneira. Sei como o sistema funciona e sei o que tem sentido de acontecer. Quando Dana diz: ‘Acho que fulano deveria se aposentar’ ou ‘Não acho que fulano deva se aposentar’, sei que ele tem algo em mente. Na minha opinião, essa seria a decisão correta”, finalizou.

Cormier e Jones foram protagonistas de uma das maiores rivalidades na história recente do MMA. Os dois se enfrentaram em duas ocasiões, pelo cinturão dos meio-pesados (até 93kg.). Em ambas, ‘Bones’ levou a melhor. Na segunda luta (2017), no entanto, após um triunfo inicial de Jones, o combate acabou tendo a decisão alterada para ‘sem resultado’, após Jon falhar no exame antidoping.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments