Atletas do Bellator respondem Dana White e Patrício Pitbull dispara: ‘Posso destruir seus melhores atletas’

Declarações de Dana White após o UFC Las Vegas 7 repercutem e não são bem vistas por Corey Anderson e Patrício Freire

P. Pitbull respondeu Dana White. Foto: Reprodução/Facebook Bellator

Não demorou muito para que as declarações dadas por Dana White sobre o Bellator e alguns de seus atletas repercutissem. O presidente do Ultimate, que havia dito que os astros do evento rival foram dispensados por sua franquia, foi respondido por Corey Anderson e Patrício Pitbull. O primeiro, ex-lutador do UFC e recém chegado ao Bellator, negou que tenha saído por não se achar competitivo. Já o brasileiro, campeão dos pesos pena (65,8kg) e leve (70,3kg), se apresentou de forma diferente: desafiando os lutadores do UFC.

Veja Também

Apostadora perde R$ 140 mil em vitória de zebra no UFC Las Vegas 7
Paulo Borrachinha promete matar Israel Adesanya no UFC 253
Dana confirma que luta contra Uriah Hall vai selar a aposentadoria de Anderson Silva

“Não me incomoda ver Dana mentindo sobre mim. Quem me conhece ou conhece MMA sabe que isso não é verdade. O que não me agrada é ver pessoas que considero próximas de mim, que têm poder e sabem que isso não é verdade, estão sentadas quietas. Estou observando. #IssoNãoÉLealdade”, escreveu Corey em seu Twitter.

Patrício Pitbull desafia atletas do UFC

“Oi, Dana. Eu sou aquele que destruiu a máquina de esteróides, Michael Chandler, aquele que você disse que merece uma conversa, em 61 segundos. Se você enviar alguns de seus melhores lutadores para o Bellator, posso fazer o mesmo com eles. Vamos apostar assim como você fez com o Pride”, escreveu ‘Pitbull’ em seu Twitter.

Corey Anderson saiu do UFC como integrante do top-5 do peso meio-pesado (93kg) mesmo ainda tendo lutas para fazer pela organização. Como a relação estava desgastada pelas constantes queixas do segundo em relação a salário e melhores oportunidades, a empresa optou por facilitar sua liberação e, em seguida, o Bellator anunciou sua contratação. Já Patrício Freire lembrou de sua rápida vitória por nocaute diante de Michael Chandler, em maio de 2019, que o tornou campeão dos leves.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments