Jon Jones revela ‘motivo nobre’ por ter abandonado cinturão dos meio-pesados

Ex-campeão da divisão até 93kg., norte-americano explica decisão de deixar posto para se dedicar exclusivamente na mudança para a categoria de cima

J. Jones (foto) deve estrear nos pesados em 2020. Foto: Reprodução/Instagram @jonnybones

Depois de chocar o mundo e abrir mão oficialmente do seu antigo título dos meio-pesados (até 93kg.), Jon Jones, agora, está focado somente na migração para a categoria até 120,2kg. O norte-americano, no entanto, fez questão de explicar o porquê de ter abandonado o posto de campeão e não tentar atuar em duas divisões, como já foi feito por outros atletas anteriormente.

Veja Também

IMAGEM FORTE: Peso pesado do UFC e seu filho escapam ilesos de acidente com quadriciclo
Anderson Silva narra roteiro dos sonhos para o fim de sua carreira

“Eu abri mão do cinturão dos meio-pesados porque eu sabia que minha transição para os pesados iria tomar bastante tempo. Eu não brincaria com os desafiantes e fazê-los lutar por cinturões interinos. Tem pouco descanso no trono”, escreveu Jones em sua conta no ‘Twitter’.

A ideia de atuar entre os pesados não é recente na cabeça de Jones. O atleta, no entanto, maturou a possibilidade ainda mais em 2020. Depois de fazer mais uma defesa de cinturão, em fevereiro, quando derrotou Dominick Reyes em uma luta bastante contestada pelos fãs, imprensa especializada e até mesmo pelo presidente do UFC, Dana White, ‘Bones’ flertou ainda mais com a possibilidade de se testar na categoria que hoje é liderada por Stipe Miocic.

Uma das maiores estrelas da organização, Jon chegou a tornar público um atrito financeiro com o Ultimate. Depois de ter o pedido de uma superluta contra Francis Ngannou negado pela companhia, Jones passou a pedir um salário maior para voltar a defender seu cinturão.

A relação entre o atleta e o Ultimate, no entanto, parece ter sido resolvida, pois, o próprio Dana confirmou que ‘Bones’ vai estrear na nova categoria imediatamente em uma disputa de cinturão.

Ainda não há previsão sobre quando o norte-americano fará o aguardado debute entre os pesados. A expectativa é que aconteça em meados de 2020, já que, como informado pelo ‘chefão’ do Ultimate, Francis Ngannou deve ter, enfim, sua chance de tentar uma nova conquista de título.

PODCAST DEBATE A POLÊMICA VITÓRIA DE FRANKIE EDGAR SOBRE PEDRO MUNHOZ

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments