Borrachinha diz não temer resultados dos juízes contra Adesanya: ‘Não vou fazer cinco rounds’

Brasileiro esbanja confiança e fala comenta que precisa fazer mais do que campeão para provar superioridade no UFC 253; mineiro promete nocaute devastador sobre nigeriano

P. Borrachinha (foto) segue esbanjando confiança para enfrenta I. Adesanya no UFC 253. Foto: Reprodução Facebook UFC

A pouco mais de duas semanas de um dos confrontos mais aguardados dos últimos anos, a confiança de Paulo Borrachinha só aumenta para o confronto contra Israel Adesanya, em 26 de setembro. Protagonista do UFC 253, junto ao campeão dos médios (até 83,9kg.), o brasileiro voltou a afirmar que um massacre será visto na ‘Ilha da Luta’ e garante aos fãs que se tornará o novo campeão da divisão. Em coletiva de imprensa realizada na noite da última quinta-feira (10), com participação do SUPER LUTAS, o mineiro comentou sobre o confronto.

Veja Também

Chael Sonnen explica rivalidade com lendas brasileiras: ‘Anderson entendeu, Wanderlei não’
Henry Cejudo implora por chance de enfrentar Alexander Volkanovski: ‘Dana White, me autorize’
Após bater Sakai, Alistair Overeem mira revanche contra Rozenstruik: ‘Temos contas a acertar’
Bellator define adversária de Cris Cyborg para a primeira defesa de cinturão da brasileira
Promessa do UFC, Khamzat Chimaev provoca Demian Maia e irmãos Diaz: ‘Dinheiro fácil’

Invicto na sua carreira como profissional no MMA, Borrachinha mostra evolução a cada confronto. Contra Adesanya, o brasileiro mostra estar tranquilo na parte mental e física. Contra Adesanya, no entanto, Paulo não quer apenas vencer, mas anular por completo o campeão.

Preocupação com juízes

Na condição de desafiante ao título, o brasileiro foi questionado se existe preocupação que o resultado da luta seja favorecido ao campeão, caso o confronto dure 25 minutos. Em resposta, Borrachinha foi categórico e explicou que não deve dar margem para erros contra Israel.

“Eu acho que, para ganhar a luta, tem que fazer mais mesmo. Eu sou apoiador dessa ideia. Acho que para lutar e ganhar, não pode deixar dúvida nenhuma. Tem que destruir o adversário, amassar ele. Não pode reclamar depois, se a luta foi parecida. Não estou indo para ganhar por pouquinho. Não estou indo para ganhar por uma vantagem. Estou treinando para destruir o Adesanya, deixar ele estirado, apagado. Não estou indo para fazer cinco rounds”, cravou.

Provocações de Adesanya

Borrachinha e Adesanya estão em clima de guerra há mais de um ano. As provocações entre ambos têm criado um clima de rivalidade grande, o que só faz aumentar a expectativa para o duelo. O brasileiro, então, falou sobre o que pensa das palavras desferidas pelo nigeriano e se as ações o afetam.

“É profissionalismo. Vou bater nele independente de qualquer coisa. A gente vai lutar pelo título. Eu vejo que esse título já me pertence. Tenho que ir lá para dominá-lo e apagar ele. Tenho que lutar para que ele não tome de mim. Já entro totalmente motivado. Estou empenhado, fazendo um treinamento absurdo para dominá-lo”, afirmou o mineiro.

Israel tímido

Nas últimas semanas, os discursos de Israel sobre o brasileiro têm reduzido bastante. No entanto, uma das falas preferidas do campeão é criticar a forma física de Borrachinha, acusando, sempre, o desafiante de trapacear nas preparações, mesmo sem comprovações. Paulo, então, brincou com a situação, sugerindo que entende o ‘medo’ do adversário.

“Quando você olha um cara poderoso, forte, seu sinal de alerta se liga. Você pensa: ‘cara, eu não posso ficar na frente dele por muito tempo. Se você tem for atingido, pode acabar tudo. Você precisa ter medo”, finalizou.

Contra Paulo, Israel fará sua segunda defesa de cinturão. Invicto no MMA com 19 lutas disputadas, o nigeriano tenta se manter no topo e superar o maior desafio da carreira até o momento.

Com 29 anos, Borrachinha, assim como o campeão, não sabe o que é perder. Aos 29 anos, o mineiro tem 13 apresentações no esporte e pretende fazer história ao desbancar o nigeriano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments