Mackenzie Dern quer chocar o mundo com finalização inédita no Ultimate: ‘Nunca aconteceu’

Brasileira, que enfrenta Randa Markos no UFC Las Vegas 11, neste sábado, reforça evolução na luta em pé, mas aposta no jiu-jitsu para vitória dos sonhos, com direito a novo bônus de performance

M. Dern sonha com finalização inédita no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de dar show em sua última apresentação, Mackenzie Dern está próxima de seu próximo desafio pelo Ultimate. Neste sábado (19), a brasilo-americana enfrentará Randa Markos e está mais motivada do que nunca para uma nova vitória. Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, a peso palha (até 52,1kg.) analisou o confronto contra a norte-americana, falou sobre a preparação e projetou um final histórico para o duelo.

Veja Também

Mesmo mais calmo, Johnny Walker espera luta movimentada neste sábado: ‘Soco para todo lado’
Após a contratação de Michael Chandler, Patrício Pitbull volta a criticar o UFC
Dana White não crava retorno de McGregor, mas admite negociar ‘coisas divertidas’ para o irlandês em 2021

Considerada uma das maiores apostas da torcida brasileira para a categoria, hoje, liderada por Weili Zhang, Dern quer o resultado positivo para seguir sua trajetória rumo ao topo da categoria. Um triunfo pode alavancar a atleta dentro do grupo.

Treinos na pandemia

Desde o início da pandemia do coronavírus, os atletas tiveram que adaptar seus treinos para trabalharem da forma mais segura possível. Mackenzie, que já teve a oportunidade de atuar dentro da nova realidade, afirmou estar mais adaptada à nova rotina do que há alguns meses.

“Mudou muito. Estou muito mais focada. A última luta eu não sabia se ia acontecer. Mudou a data, não sabia o local. Agora, que estou um pouco mais acostumada, sobre como estão as academias, de não poder viajar. Quando acabou a última luta, já voltei para a academia, voltei a treinar e marcaram uma nova. Tive bastante tempo para treinar. Estou muito focada mesmo. Nunca me preparei tanto para uma luta, uma adversária muito dura”, contou.

Análise da adversária

Em sua última apresentação, Dern deu um verdadeiro show ao finalizar Hannah Cifers em menos de três minutos. Agora, a brasilo-americana enfrentará uma oponente mais preparada para a luta no chão. No entanto, Mackenzie se mantém segura ao falar do confronto e acredita que, contra Randa, poderá se sair ainda melhor.

“Acho que é melhor para mim, porque, mesmo que ela tenha noção de chão, ela não vai querer ir para o chão comigo. Vai ser o meu ponto fraco contra o ponto fraco dela, mas tenho treinando tanto, que meu ponto fraco nem é tão grande. Vou sair superior na trocação e vai dar um pouco mais de medo nela. Sei que ela não é boba no chão, mas, o chão é meu oceano”, explicou Mackenzie.

Mais lutas em 2020

Chegando à sua segunda apresentação neste ano, Dern quer seguir firme em seu cronograma e, se possível fazer mais uma luta ainda nesta temporada. Com o sonho de se aproximar o máximo possível da elite das palhas, a combatente falou sobre os planos de um novo compromisso após este final de semana.

“Se eu sair sem lesão, meu objetivo é fazer mais uma luta esse ano. Novembro, dezembro e, aí, começar 2021 100%, indo para cima. É muito importante estar lá. Eu venho de um ano parada, por causa da gravidez. A gente pode fazer o máximo de manopla que a gente quiser, mas nada é igual estar lá lutando. Quanto mais puder fazer, é mais experiência e preparação para lutar por qualquer coisa”, esclareceu.

Final histórico para sábado

Com nove apresentações desde que migrou oficialmente para o MMA, Mackenzie é temida pelo seu jiu-jitsu de excelência. Mesmo com as qualidades evidentes na ‘arte suave’, a brasilo-americana projetou um final histórico para o confronto de sábado, combinando trocação com uma finalização inédita no Ultimate.

“O ideal seria eu dando socos, depois acerto o joelho bem forte. Ela cai, mas ainda está na luta, e eu encaixo uma omoplata com crucifixo, que nunca aconteceu no UFC e daí eu finalizo. Ganho bônus de performance, porque mostrei uma trocação superior e ainda encaixei uma finalização que nunca aconteceu (risos). Vai que acontece uma coisa dessas”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments