Vídeo: Colby Covington é surpreendido por ligação de Donald Trump após vitória no UFC: ‘Estou orgulhoso de você’

Norte-americano comentava vitória dominante sobre Tyron Woodley no UFC Las Vegas 11, quando foi interrompido por uma chamada do presidente dos Estados Unidos

C. Covington é surpreendido por ligação de D. Trump. Foto: Reprodução/Twitter @espn

Vencedor na luta principal do UFC Las Vegas 11, realizado neste sábado (19), Colby Covington provavelmente não poderia estar mais feliz. Após dominar e vencer, com propriedade o ex-campeão dos meio-médios (até 77,1kg.), o ‘Caos’ foi surpreendido por uma ligação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enquanto concedia uma entrevista para a ‘ESPN’ (veja o vídeo abaixo).

Veja Também

Colby Covington domina Tyron Woodley e vence por nocaute técnico no UFC Las Vegas 11
VIDEO: Assista o nocaute de Colby Covington sobre Tyron Woodley no UFC Las Vegas 11
Johnny Walker leva susto, mas se recupera e aplica duro nocaute em Ryan Spann no UFC Las Vegas 11
VÍDEO: Assista o nocaute de Johnny Walker sobre Ryan Spann no UFC Las Vegas 11

Covington falava sobre sua atuação sobre Woodley, que o recolocou na briga por uma futura disputa de cinturão. Em meio à declaração, o atleta interrompido e, quando percebeu de quem se tratava, ficou visivelmente emocionado. O presidente havia telefonado para parabenizar o atleta pelo feito.

“Você é um grande lutador, cara. Estou orgulhoso de você. Você fez parecer fácil. Parabéns, eu queria assistir essa luta hoje. Ele (Woodley) é um cara forte, é um grande lutador, era o campeão. (…) Eu fiz um discurso para 35 mil pessoas e disse: ‘Eu preciso ir para casa e assistir o Colby’. Sou seu fã e você é meu fã. Somos duas figuras. Ganhe o cinturão e traga ele aqui. Estou torcendo por você. Te vejo em breve”, disse Trump, colocado no viva-voz pelo ex-campeão interino.

Contagiado pelas palavras do chefe de estado, Covington não conteve a alegria. O atleta agradeceu o apoio do presidente e prometeu conquistar o cinturão dos meio-pesados.

“Muito obrigado, senhor presidente. Você me encheu de energia quando apertou minha mão no domingo (13). Eu não ia perder depois de ter apertado sua mão. Ele (Woodley) é um cara forte, ex-campeão, mas não importa que está na minha frente. Depois de te ver, eu não me importo se o Super-Homem estivesse ali. Eu venceria qualquer um. Eu vou levar o novo cinturão para você”, finalizou Covington.

Com a vitória no UFC Las Vegas 11, Colby se coloca novamente na briga para disputar o cinturão da categoria, que, hoje, pertence a Kamaru Usman, seu último algoz. O campeão, no entanto, negocia um confronto contra Gilbert Durinho para o UFC 256, em dezembro. Covington, então, pode ter que fazer uma luta antes de ganhar novamente a chance de tentar ganhar o título.

Veja a reação de Covington ao receber a ligação de Donald Trump

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments