Dana White revela próximos desafiantes aos cinturões de Israel Adesanya e Jan Blachowicz

Presidente do UFC parabeniza vencedores pelas atuações no UFC 253 e informou o que tem em mente para os pesos médio e meio-pesado

D. White revela planos para os médios e meio-pesados. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Realizado no sábado (26), em Abu Dhabi, o UFC 253 foi importante, porque definiu a situação de duas categorias: os pesos médio (83,9kg) e meio-pesado (93kg). Na primeira, Israel Adesanya permanece como campeão, após o nocaute aplicado em Paulo Borrachinha. No entanto, na segunda, Jan Blachowicz fez história e se tornou o número um ao nocautear Dominick Reyes.

Na coletiva de imprensa pós-evento, Dana White, presidente da organização, parabenizou os vencedores pelas grandes atuações e já tem planos para ambos.

Veja Também

O nocaute de Joaquin Buckley é o maior da história? Relembre outros finais marcantes no UFC
Sensação do UFC Ilha da Luta 5, Joaquin Buckley comenta o nocaute que chocou os fãs e Dana White

“Se Cannonier vencer Whittaker, essa é a luta a ser feita. Eu amo isso em Adesanya. Ele sempre está pronto e quer enfrentar os lutadores que as pessoas acham que podem derrotá-lo. Ele é incrível!”, disse Dana.

Se o futuro dos médios está definido o dos meio-pesados está quase. Dana revelou que a única coisa que impede o Brasil de ter o próximo desafiante da categoria é Jon Jones.

“Blachowicz foi muito bem. Thiago e Glover disputam quem será o próximo, mas, obviamente, se Jones quiser voltar, o UFC não negaria essa oportunidade à ele”, finalizou.

Dana White citou Jon Jones, porque, além de ser o ex-número um dos meio-pesados, a categoria só possui um novo campeão por ele ter abdicado do cinturão. No entanto, o triunfo de Jan Blachowicz fez ‘Bones’ cogitar voltar para a divisão e o polonês sempre manifestou o desejo de enfrentá-lo. Ao mesmo tempo, o novo campeão gostaria de vencer Thiago Marreta na revanche.

Pelos médios, o presidente da organização concordou com Israel Adesanya, que também citou Jared Cannonier sendo o atleta que mais merece lutar pelo cinturão, já que, desde que desceu do peso pesado (120,2) para o médio, está invicto e venceu as três lutas que disputou por nocaute.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments