Após acusar Borrachinha de doping, Adesanya se defende da mesma suspeita: ‘Não preciso disso’

Campeão do peso médio do UFC, que foi muito vocal quanto a forma física do brasileiro, está convivendo com o mesmo dilema

I. Adesanya nega acusações de doping. Foto: Reprodução/Instagram

Antes de enfrentar Paulo Borrachinha e nocauteá-lo, no UFC 253, Israel Adesanya atacou o rival inúmeras vezes o chamando de dopado, por acreditar que ele fazia uso de substâncias proibidas. No entanto, é o campeão do peso médio (83,9kg) que, curiosamente, está convivendo com essa dúvida. O motivo foi uma deformação apresentada em seu peitoral.

À ESPN americana, o nigeriano riu das insinuações de que lutou dopado, acredita que o boato foi espalhado por seus críticos para tentar diminuir a sua grande atuação e ainda comparou a inusitada situação com a surpreendente morte do ator Chadwick Boseman, protagonista do filme ‘Pantera Negra’.

Veja Também

Israel Adesanya não esquece rivalidade com Paulo Borrachinha e volta a atacar brasileiro
Além de brilhar no octógono do UFC, números de Israel Adesanya também impressionam
Comentarista do UFC condena ‘sarrada’ de Adesanya em Borrachinha: ‘Foi grosseiro e desnecessário’
Empresário de Borrachinha detona ‘sarrada’ de Adesanya: ‘Coisa de vagabundo, safado!’
Animado quanto ao seu futuro no UFC, Israel Adesanya lista possíveis adversários: ‘Ainda tenho muito a fazer’

“Vou esperar pelos resultados e posso mantê-los informados, mas é divertido ver as pessoas chorando por causa disso. Eu não sei o que é, mas quer saber? Com a atuação que tive, também diria que foi por causa de esteróides. Os haters precisam de algo e, para mim, isso é divertido. Não seria engraçado se eu morresse de câncer em cinco meses? Não seria. Chorem o quanto quiser! O ponto principal é que eu avisei que faria isso”, disse Adesanya.

‘The Last Stylebender’ se defendeu ao dizer que a USADA expôs alguns lutadores e transformou a carreira deles, lembrou que nunca reprovou nos exames realizados e, novamente, acusou Paulo Borrachinha de não lutar conforme as regras:

“Quando a USADA chegou, o desempenho de muitos lutadores caiu e vários corpos mudaram. Eu não! Não sou um desses lutadores que precisam de muletas por se sentirem fracos. Tudo se resume a habilidades. Elas que pagam as contas. Paulo ainda vai cair e mal posso esperar por isso. Tinha dito que iria detoná-lo antes da USADA e, quando ele cair, vou me gabar”, finalizou.

De acordo com as estatísticas, até o momento, Israel Adesanya foi testado 32 vezes pela USADA e não teve problema. O campeão do peso médio do UFC segue invicto no MMA e a vitória sobre Paulo Borrachinha, no UFC 253, foi a sua 100ª nos esportes de combate e a 20ª no MMA.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments