Marlon Moraes começa bem, mas é surpreendido por chute rodado e perde por nocaute no UFC Ilha da Luta 5

Brasileiro faz bom primeiro round, porém não resiste a golpe certeiro de Cory Sandhagen e se afasta temporariamente de nova disputa de cinturão

C. Sandhagen derrotou M. Moraes por nocaute no UFC Ilha da Luta 5. Foto: Reprodução/Instagram

Não foi a noite dos brasileiros. Na luta principal do UFC Ilha da Luta 5, realizado neste sábado (10), em Abu Dhabi, Marlon Moraes começou bem, mas acabou surpreendido por Cory Sandhagen com um nocaute devastador no segundo round. De cinco representantes tupiniquins, apenas Edson Barboza deixou o octógono com vitória. Além de Marlon, Markus Maluko, Rodrigo ‘Zé Colmeia’ e Bruno Bulldoguinho deixaram o espetáculo com reveses.

Veja Também

VÍDEO: Assista o nocaute sofrido por Marlon Moraes no UFC Ilha da Luta 5
Edson Barboza faz luta segura, domina Makwan Amirkhani e volta a vencer no Ultimate
‘Zé Colmeia’ e Bulldoguinho vão mal e perdem compromissos no UFC Ilha da Luta 5

A apresentação nos Emirados Árabes era muito importante para Marlon, pois uma vitória poderia recolocá-lo na condição de desafiante ao título dos galos (até 61,2kg.). O brasileiro, que até então figurava na primeira posição no ranking, agora, teve o sonho adiado e deve ser ultrapassado pelo norte-americano no grupo.

Após o duelo, Sandhagen não ficou sem resposta quando perguntado sobre seus planos para o próximo compromisso. Imediatamente, o norte-americano desafiou o ex-campeão da categoria, TJ Dillashaw – que cumpre suspensão de dois anos por doping e estará apto para voltar em janeiro -, e o veterano Frankie Edgar, recém-chegado na categoria.

Ex-desafiante ao título da categoria, Marlon não perdia desde o embate pelo cinturão, em junho de 2019. Na ocasião, o brasileiro foi batido por Henry Cejudo.

A luta

O combate começou com os atletas trocando chutes baixos no centro do octógono. Moraes arriscou u cruzado, mas o golpe passou no vazio. Na metade do assalto, Marlon conseguiu conectar um novo direto, que explodiu na cabeça do norte-americano. Sandhagen respondia à altura e aceitava a trocação com o brasileiro. Passados quase quatro minutos, o friburguense acertou o oponente com um direto limpo no rosto. Cory, no entanto, não deixava os ataques sem resposta. Nos segundos finais, Sandhagen arriscou um chute na linha de cintura, mas o ataque foi defendido. Moraes conseguiu derrubar o rival em seguida, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, o norte-americano começou o assalto levando perigo. Nos segundos iniciais, Cory conectou um chute alto, que quase balançou o brasileiro. Marlon tentava responder com sequência de socos e chutes. Após uma combinação de ataques, o friburguense acabou surpreendido com um chute giratório e foi ao chão. O norte-americano, então, partiu para cima, desferiu alguns golpes até que o árbitro interrompeu o embate.

UFC Ilha da Luta 5

CARD PRINCIPAL

Peso galo: Cory Sandhagen derrotou Marlon Moraes por nocaute técnico a 1m03s do R2

Peso pena: Edson Barboza derrotou Makwan Amirkhani na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 29-28)

Peso pesado: Marcyn Tibura derrotou Ben Rothwell na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-27)

Peso médio: Dricus du Plessis derrotou Markus Maluko por nocaute técnico a 3m22s do R1

Peso pesado: Tom Aspinall derrotou Alan Baudot por nocaute técnico a 1m35s do R1

Peso pena: Ilia Topuria derrotou Youssef Zalal na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Tom Breese derrotou KB Bhullar por nocaute técnico a 1m43s do R1

Peso pesado: Chris Daukaus derrotou Rodrigo Zé Colmeia por nocaute a 45s do R1

Peso médio: Joaquin Buckley derrotou Impa Kasanganay por nocaute a 2m03s do R2

Peso galo: Tony Kelley derrotou Ali Al Qaisi na decisão unânime dos juízes  (30-27, 30, 27, 29-28)

Peso pena: Giga Chikadze derrotou Omar Morales na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27, 30-27)

Peso galo: Tracy Cortez derrotou Stephanie Eggers na decisão unânime dos juízes (30-27, 30- 27, 30-27)

Peso mosca: Tagir Ulanbekov derrotou Bruno Bulldoguinho na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments