Edson Barboza faz luta segura, domina Makwan Amirkhani e volta a vencer no Ultimate

Brasileiro deixa sequência negativa de três derrotas para trás e, após performance sólida, pede rival do top 5 dos penas

E. Barboza em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Tirou um peso das costas. Após uma sequência de três derrotas, Edson Barboza voltou a vencer no Ultimate. Na combate co-principal do UFC Ilha da Luta 5, realizado neste sábado (10), o friburguense teve atuação de gala, dominou Makwan Amirkhani e venceu na decisão unânime dos juízes.

Veja Também

‘Zé Colmeia’ e Bulldoguinho vão mal e perdem compromissos no UFC Ilha da Luta 5
Marlon Moraes começa bem, mas é surpreendido por chute rodado e perde por nocaute no UFC Ilha da Luta 5

Com o resultado, o brasileiro conquista o primeiro triunfo desde sua estreia nos penas (até 65,7kg.). O atleta vinha de derrota para Dan Ige em resultado polêmico, em maio deste ano.

Após o confronto, Edson pediu para enfrentar um adversário do top 5 da categoria liderada por Alexander Volkanovski. O plano é seguir a trajetória rumo ao sonho de disputar o cinturão do Ultimate.

Makwan, que vinha de vitória, volta a perder após quase um ano. O finlandês acabou adiando o sonho de figurar no top 15 da categoria.

A luta

O combate começou com Barboza tomando a iniciativa com um chute baixo. O finlandês economizava nos golpes e se cuidava para não ser surpreendido. Edson seguia tentando achar a distância, mas tomava cuidado para não ser surpreendido com uma tentativa de queda do oponente. O brasileiro continuava apostando nos chutes e Amirkhani apenas observava o adversário. Passados quase quatro minutos, Makwan, enfim, tentou derrubar o friburguense, mas Barboza se defendeu bem. Nos segundos finais, Edson conectou um direto, que entrou limpo no rosto do finlandês, mas, na sequência, Amirkhani conseguiu derrubar o adversário, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, o confronto voltou mais movimentado. Logo no início, Edson desferiu um cruzado, que foi prontamente respondido pelo adversário. Na metade do assalto, Barboza conectou um direto no rosto do finlandês, que foi ao chão. O friburguense partiu para cima, ensaiou uma finalização, mas permitiu que o adversário se levantasse. Em desvantagem, Makwan tentou derrubar o brasileiro, mas Edson seguia concentrado e se defendeu bem. Nos segundos finais, Barboza voltou a derrubar o rival com um soco e, novamente tentou um finalizar, mas o finlandês não desistia e resistiu bem. No fim do assalto, Amirkhai conseguiu reverter a posição, mas o assalto acabou.

Buscando se recuperar do prejuízo, Makwan chegou para o último round disposto a levar Barboza para o chão. O finlandês insistiu, derrubou, mas Edson mostrava muita tranquilidade para impedir as transições do oponente. Por baixo, o brasileiro se prendia ao rival e não permitia que Amirkhani avançasse nas investidas. Após pouca ação, o árbitro pediu para que o confronto fosse disputado de pé. No minuto final, Barboza conectou um cruzado, que quase desequilibrou o finlandês. Quase no fim, Edson voltou a derrubar o oponente com um direto. O brasileiro tentou o nocaute, porém, o cronômetro.

Maluko começa, mas perde por nocaute para Dricus Du Plessis

D. Du PLessis em vitória pelo Ultimate. Foto: Reprodução/Instagram

O brasileiro Markus Maluko acabou não tendo o resultado que esperava no UFC Ilha da Luta 5. Empolgado para voltar a lutar após quase um ano, o brasileiro começou bem, mas acabou sendo surpreendido pelo estreante Dricus Du Plessis, que bateu o paulista por nocaute no primeiro round.

Markus chegou ao evento para tentar chegar a um equilíbrio dentro do Ultimate. Em cinco apresentações, o paulista somava apenas dois resultados positivos. Agora, a situação do brasileiro se complica, com quatro reveses em seis compromissos.

Na luta, o paulista começou bem. Agressivo, o atleta pressionou o oponente nos segundos iniciais com chutes e socos. Próximo ao minuto final, no entanto, o tupiniquim acabou surpreendido com um cruzado na têmpora e foi logo à lona. O sul-africano, então, precisou de mais alguns golpes para sacramentar a conquista.

Um dos estreantes da noite, Du Plessis, após bater Maluko, pediu um oponente do top 10 dos médios (até 83,9kg.). Dricus, agora, tem 15 vitórias em 17 lutas disputadas no MMA.

Tom Aspinall nocauteia Alan Baudot na estreia do rival

T. Aspinall nocauteaou A. Baudot no UFC Ilha da Luta 5. Foto: Reprodução/Instagram

Jovem promessa dos pesados (até 120,2kg.), Tom Aspinall voltou a dar show no Ultimate. Depois de debutar na empresa com um nocaute relâmpago, em julho, o inglês novamente precisou de menos de um round para vencer. Contra Alan Baudot, Aspinall conquistou o triunfo em 1m35s.

Tom subiu no octógono com o dever de estragar a festa de Alan, que estrava na organização. Na luta, o combatente não deu chances ao rival e mostrou sua superioridade, sem levar sustos. Agora, o inglês de 27 anos soma 11 compromissos, com nove vitórias e dois reveses.

Baudot, de 32, sentiu o gosto da derrota pela segunda vez na carreira. O combatente, hoje, tem nove apresentações, com oito resultados positivos.

Resultados do UFC Ilha da Luta 5

CARD PRINCIPAL

Peso galo: Cory Sandhagen derrotou Marlon Moraes por nocaute técnico a 1m03s do R2

Peso pena: Edson Barboza derrotou Makwan Amirkhani na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 29-28)

Peso pesado: Marcyn Tibura derrotou Ben Rothwell na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-27)

Peso médio: Dricus du Plessis derrotou Markus Maluko por nocaute técnico a 3m22s do R1

Peso pesado: Tom Aspinall derrotou Alan Baudot por nocaute técnico a 1m35s do R1

Peso pena: Ilia Topuria derrotou Youssef Zalal na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Tom Breese derrotou KB Bhullar por nocaute técnico a 1m43s do R1

Peso pesado: Chris Daukaus derrotou Rodrigo Zé Colmeia por nocaute a 45s do R1

Peso médio: Joaquin Buckley derrotou Impa Kasanganay por nocaute a 2m03s do R2

Peso galo: Tony Kelley derrotou Ali Al Qaisi na decisão unânime dos juízes  (30-27, 30, 27, 29-28)

Peso pena: Giga Chikadze derrotou Omar Morales na decisão unânime dos juízes (30-27,30-27, 30-27)

Peso galo: Tracy Cortez derrotou Stephanie Eggers na decisão unânime dos juízes (30-27, 30- 27, 30-27)

Peso mosca: Tagir Ulanbekov derrotou Bruno Bulldoguinho na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments