Shogun exibe lesão no cotovelo, justifica performance no UFC 255 e não confirma aposentadoria | SUPER LUTAS

Shogun exibe lesão no cotovelo, justifica performance no UFC 255 e não confirma aposentadoria

Lenda do MMA aponta ferimento em queda como providencial para derrota contra Paul Craig no último final de semana; Dana sugeriu que o atleta pendurasse as luvas

M. Shogun (foto) foi derrotado por P. Craig no UFC 255. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos maiores responsáveis pelo sucesso do MMA nos dias de hoje, Maurício Shogun teve uma atuação abaixo do esperado no UFC 255, no último final de semana. Ex-campeão peso meio-pesado (até 93kg.) do Ultimate, o brasileiro foi mal e acabou perdendo para Paul Craig por nocaute no segundo round. Após o espetáculo, o curitibano exibiu uma lesão no cotovelo (veja abaixo) e justificou a performance contra o escocês.

Veja Também

“Infelizmente, ontem à noite as coisas não saíram como eu gostaria, e isso faz parte do esporte. Sofri uma lesão no cotovelo logo na primeira queda que levei, mas isso não é desculpa, faz parte da luta e não tira os méritos do meu adversário. A carreira de um atleta não é feita só de glórias, e, graças a Deus, já fui abençoado muitas vezes com a recompensa da vitória, fruto de muito esforço, que só quem vive o dia a dia sabe realmente o que a gente passa”, escreveu a lenda, em sua conta no Instagram.

Com a derrota para Craig, Shogun acabou sendo alvo de críticas do presidente da companhia, Dana White. Em coletiva depois do show, o ‘chefão’ não escondeu o desejo de que o duelo do brasileiro de 38 anos tenha sido o último de sua carreira. O ex-campeão, no entanto, não confirmou se irá pendurar as luvas. O plano, agora, é recuperar as energias.

“Sou abençoado por fazer isso já há mais de 18 anos, e, em pleno 2020, vocês são a grande motivação que eu carrego comigo, e que me faz seguir até aqui. Agora, vou descansar com a minha família, e pensar sobre a minha carreira. Sei que a minha missão nesse esporte vai, também, muito além do octógono. Obrigado, galera”, encerrou.

Profissional no MMA desde 2002, Shogun é considerado um dos maiores nomes do extinto Pride. Pelo Ultimate, o brasileiro também deixou sua marca. Entre 2010 e 2011, o curitibano ostentou o cinturão linear dos meio-pesados (até 93kg.), perdendo o posto quando encarou Jon Jones.

Veja a publicação e a lesão informada por Shogun

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments