Derrota para McGregor na primeira luta não abala Poirier, que promete ser mais racional na revanche | SUPER LUTAS

Derrota para McGregor na primeira luta não abala Poirier, que promete ser mais racional na revanche

Número dois dos leves elogiou o adversário, informou que é um lutador completamente diferente e que não guarda rancor

D. Poirier promete ser outro lutador para a revanche contra C. McGregor. Foto: Reprodução/Instagram

Demorou, mas o UFC finalmente oficializou a revanche entre Conor McGregor e Dustin Poirier. O novo encontro da dupla será a luta principal da edição de número 257, que vai acontecer no dia 23 de janeiro, e vai colocar o vencedor bem próximo do cinturão do peso leve (70,3kg). Poirier, mais do que ninguém, sabe da importância que o confronto possui e prometeu ser um atleta completamente diferente do que foi na primeira luta, realizada em 2014.

Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, ‘The Diamond’ explicou que, na época, não soube lidar com as provocações da estrela irlandesa e ressaltou que, atualmente, ambos se tornaram atletas vitoriosos e experientes. Além disso, Poirier revelou que, apesar de ter sido derrotado no primeiro combate, não trata o novo duelo como uma vingança pessoal.

Veja Também

“McGregor é muito bom, nocauteou muitos lutadores, mas, atualmente, estamos mais estabelecidos no esporte, temos mais experiência e maturidade. Essa luta será completamente diferente da primeira. Quando eu era mais novo, costumava lutar com muita emoção, caí nas provocações de McGregor e queria machucá-lo. Dessa vez, só quero ser mais esperto e vencer. Não guardo rancor, não se trata de vingança. Isso não funciona para mim. Se trata de dar um passo adiante na minha carreira, de colocar minha família em uma posição melhor. Não estou querendo acertar as contas com um lutador que me derrotou. São apenas negócios”, disse Poirier.

O ex-campeão interino dos leves também informou que não estava obcecado em enfrentar ‘The Notorious’ novamente, mas sabia que um novo embate poderia acontecer, devido a trajetória de ambos no esporte.

“Eu não pensava mais sobre a revanche, mas sabia que era uma possibilidade. Ela faz sentido, nesse momento, por causa do ranking e da disponibilidade dos lutadores. Nós vencemos a última luta, mas nunca foi algo que persegui. É a mesma coisa que aconteceu comigo e com Holloway. Eu, Holloway e McGregor nos tornamos lutadores diferentes. Essa é outra luta e não me importo com o que aconteceu na primeira”, finalizou.

A primeira luta entre Conor McGregor e Dustin Poirier foi realizada em 2014 e, na ocasião, a estrela irlandesa nocauteou o norte-americano no primeiro round. Na época, ambos protagonizara um trash talk pesado. Atualmente, a dupla deixou a animosidade para trás e até chegou a mostrar interesse em realizar um combate beneficente para ajudar instituições de caridade.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments