Protagonista de nocaute brutal no UFC Las Vegas 16 surpreende e lamenta que golpe seja válido no MMA | SUPER LUTAS

Protagonista de nocaute brutal no UFC Las Vegas 16 surpreende e lamenta que golpe seja válido no MMA

Após vencer por nocaute ao cravar Matt Wiman de cabeça no chão, Jordan Leavitt afirma que ação deveria ser proibida no esporte

Leavitt crava Wiman de cabeça no solo. Foto: Reprodução / Instagram @ufcBrasil

Um dos protagonistas do UFC Las Vegas 16, realizado no último sábado (5), nos Estados Unidos, Jordan Leavitt poderia estar radiante com uma estreia imponente na companhia, mas não é o caso. Depois de superar Matt Wiman com um nocaute devastador nos segundos iniciais de luta, cravando o rival de cabeça contra o solo do octógono, o atleta analisou a situação e surpreendeu ao afirmar que o golpe não deveria ser válido no esporte.

Veja Também

“Eu concordo 100% que o esporte seria mais seguro se ações como aquelas não fossem permitidas. Mas, quando você está no octógono, você precisa decidir: ‘vou pagar o aluguel essa noite ou colocarei minha família em uma posição instável?’. Acho que todos fariam o que eu fiz”, afirmou o lutador, em entrevista ao ‘TMZ Sports’.

Na luta contra Wiman, tudo aconteceu muito rápido. Representantes do peso leve (até 70,3kg.), Jordan e Matt abriram o card principal do espetáculo. Após a autorização do árbitro, Leavitt precisou de apenas 22 segundos para liquidar a fatura, erguendo o adversário e cravando-o no chão de cabeça, o que apagou o oponente imediatamente.

“Acho esse golpe feio, perigoso. Mesmo que eu não o tenha batido com a parte de trás da cabeça, há dezenas de lutas em que isso acontece. Se cai dessa forma, a menos que você esteja com uma finalização encaixada, não acho que seja justificável. Preferia ter ganho de qualquer outra forma. Estou feliz, é um ponto alto para minha carreira, mas não era assim que eu gostaria que fosse”, finalizou.

Com o triunfo, Leavitt chegou à sua oitava apresentação como profissional no MMA e segue invicto na carreira. Matt, por sua vez, se complicou no UFC. Agora, o veterano soma quatro derrotas nas últimas cinco lutas e corre sério risco de ser dispensado pela organização.

Podcast #30: Aquecimento para o UFC 266 com duas disputas de cinturão e migué de Romero no Bellator

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments