Cormier diz que Khabib só sairia da aposentadoria por uma superluta contra St-Pierre | SUPER LUTAS

Cormier diz que Khabib só sairia da aposentadoria por uma superluta contra St-Pierre

Cormier também analisou o encaixe dos lutadores e afirmou que o russo ‘está apenas tentando fazer história’

D.Cormier (esq) diz que K.Nurmagomedov só sairia da aposentadoria por uma superluta contra G.St-Pierre. Foto: Reprodução/Instagram

Khabib Nurmagomedov se despediu do MMA ao finalizar o norte-americano Justin Gaethje no UFC 254, em outubro de 2020. A expectativa do retorno do russo ao octógono ainda existe, mas o ex-campeão do UFC Daniel Cormier e parceiro de treinos do russo, a volta da ‘Águia’ a competição só aconteceria se ele recebesse a chance de encarar ex-campeão dos meio-médios (até 77,1 kg) Georges St-Pierre.

Veja Também

“Teria que ser o Georges St-Pierre. Acredito que mais uma grande luta é o que ele iria querer só para se provar. Khabib Nurmagomedov está apenas tentando fazer história e uma vitória sobre Georges St-Pierre faria exatamente isso por ele. Quando o seu currículo se torna tão grande, poucas coisas podem agregar valor. Se ele puder ir [lutar] e vencer GSP, isso será feito”, revelou Cormier em entrevista ao site MMA Fighting.

Perguntado sobre a luta, DC analisou o encaixe técnico de Georges St-Pierre e Khabib Nurmagomedov.

“Acho que o GSP defende muito bem as quedas e também tem uma boa trocação. Era um daqueles caras que quase parecia estar à frente do tempo. Como se estivéssemos aprendendo a golpear ou lutar, enquanto Georges era capaz de fazer os dois ao mesmo tempo. Isso era muito raro naquela época e é por isso que ele se destacou tanto acima de todos os outros. Mas se o Khabib lutasse como vimos contra Justin Gaethje, da maneira que o russo usou a trocação, mostraria que seria um tipo de combate que os dois podem fazer qualquer coisa”, concluiu.

Ainda que esteja oficialmente aposentado, Khabib segue sendo o número 1 no ranking peso-por-peso do UFC e ainda detém o cinturão dos leves (até 70,3 kg). O russo parou forma invicta, com 29 vitórias, mas o desejo de seu pai, Abdulmanap Nurmagomedov, sempre foi ver o filho encerrando a carreira com o cartel de 30-0 e enfrentando o lendário Georges St-Pierre em sua despedida.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments