St-Pierre fala sobre superluta contra Khabib e não descarta retorno ao MMA: 'Dana sabe onde me encontrar' | SUPER LUTAS

St-Pierre fala sobre superluta contra Khabib e não descarta retorno ao MMA: ‘Dana sabe onde me encontrar’

Canadense afirmou que não mudaria seu estilo de luta para enfrentar o russo, além de abordar a importância de se sentir confiante para um combate

G. St-Pierre não luta desde 2017, quando venceu Michael Bisping. Foto/Reprodução: Instagram

Georges St-Pierre voltou a falar sobre o desejo de enfrentar Khabib Nurmagomedov em uma superluta no futuro. O ex-campeão dos meio-médios (até 77kg.) e médios (até 83,9kg.) analisou o que poderia fazer no duelo contra o russo e cogita um retorno ao octógono.

Veja Também

“Se em um mundo hipotético essa luta acontecer, acho que precisaria usar todas as minhas ferramentas. Sou bom no que faço e não é porque estou lutando contra Khabib (Nurmagomedov) que vou mudar minha forma de lutar. É do jeito que eu luto que tive sucesso em toda a minha carreira. Acho que o erro que muitos caras cometem quando lutam contra o Khabib é mudar a forma como lutar, já que ele é conhecido por ser, provavelmente, o melhor lutador da história. Não é porque estou lutando contra Khabib que não vou me enrolar (no chão) com ele. Se eu tiver a chance de derrubá-lo, vou tentar derrubá-lo. Acredito na minha chance de derrubá-lo e estou confiante em mim mesmo”, afirmou GSP, em entrevista ao podcast ‘Believe You Me’, do ex-campeão dos médios e antigo oponente, Michael Bisping.

St-Pierre também falou sobre a importância da confiança para um lutador de MMA e admitiu que seria necessário ‘algo especial’ para trazê-lo de volta ao octógono.

“Se o UFC me quisesse de volta, não sou eu que tentaria implorar por uma luta. Seria a coisa mais estúpida que eu poderia fazer. Se eles tiverem uma oferta irrecusável para me fazer, Dana sabe onde me encontrar”, finalizou o canadense.

Apontado por muitos como o melhor lutador da história, Georges St-Pierre tem um cartel de 26 vitórias e duas derrotas na carreira. O canadense não se apresenta profissionalmente no MMA desde sua vitória sobre Michael Bisping, em novembro de 2017.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments