Gaethje elogia Do Bronx, dispara contra o UFC e culpa Dana por 'confusão' pelo cinturão dos leves | SUPER LUTAS

Gaethje elogia Do Bronx, dispara contra o UFC e culpa Dana por ‘confusão’ pelo cinturão dos leves

Ex-campeão interino 'ataca' diretamente o presidente da empresa; atleta também desaprova o tratamento diferenciado a Michael Chandler

J, Gaethje em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Ex-campeão interino do peso leve (até 70,3kg.) do UFC, Justin Gaethje ‘soltou os cachorros’ contra o patrão e a organização. Atual número dois no ranking do grupo, o atleta criticou a situação atual da categoria quanto à disputa de cinturão. Em entrevista ao ‘MMA Junkie’, o norte-americano desaprovou as atitudes de Dana White e também se disse contrário ao tratamento dado ao recém-chegado, Michael Chandler.

Veja Também

“O motivo disso (indefinição quanto à nova disputa de cinturão) está acontecendo com (Dustin) Poirier porque Dana White literalmente atrapalhou a luta entre Dustin e Tony (Ferguson). Ele disse: ‘Fod*-se vocês, vou contratar (Michael) Chandler e ele vai ser o reserva para a disputa de cinturão (UFC 254, na luta entre Khabib Nurmagomedov e Gaethje)’. Isso aconteceu há cerca de quatro meses. Nós somos seres humanos, temos princípios, moral e é assim. É por isso que Dustin Poirier está dizendo isso (que não enfrentará Michael Chandler). Acho que é isso. Eu não falo com o cara”, disse Justin.

A fala de Gaethje busca explicar a revolta de certos atletas com a contratação e o tratamento diferenciado recebido por Chandler, que, após sua estreia, foi colocado como um dos favoritos a disputar o título. Por se tratar de uma das divisões mais concorridas da organização, Justin acredita que os atletas que integram o top 5 há anos deveriam ser mais valorizados.

“Quando Dana White fez isso (contratou Chandler e o escalou como reserva para o UFC 254), ele cag*u em Dustin Poirier, não apenas em Tony Ferguson. Ele cag*u para todos os lutadores que fazem a coisa certa, que querem fazer o certo e querem integridade no esporte. Por isso que Poirier tem falado desta forma”, sugeriu o norte-americano.

Após bater Conor McGregor no UFC 257, Dustin Poirier retomou o primeiro lugar no ranking e, consequentemente, se colocou em maior evidência para lutar pelo título. Depois do espetáculo, no entanto, White confirmou o interesse de travar a batalha entre o ‘Diamante’ e Michael, que havia vencido Dan Hooker (antigo sexto no grupo) de forma brutal. A declaração do ‘chefão’ gerou incômodo em uma parcela dos combatentes da divisão, que foram deixados de lado.

“Não seria errado colocar (Charles do Bronx) Oliveira contra Poirier. Ninguém contestaria isso. Eu quero Poirier, sou o número dois. O problema é que o UFC prefere fazer Poirier contra McGregor antes de me colocar contra Dustin. Essa é a verdade. Espero que façam Oliveira (Do Bronx) contra Poirier”, afirmou Gaethje.

Embora não esconda sua insatisfação com a atual situação da categoria, Gaethje se diz feliz no Ultimate. O atleta não luta desde o revés sofrido contra Khabib Nurmagomedov, em outubro de 2020, quando acabou finalizado e perdeu na tentativa de unificar o título da categoria.

“Estou feliz. Eu ganhei mais dinheiro do que nunca na vida. Não estou insatisfeito. (…) Essa é a companhia que amplia suas habilidades nos maiores níveis. Eu tento ser um cara da companhia desde o meu primeiro dia”, finalizou.

Com Poirier, Do Bronx e Chandler na linha de frente para uma disputa de cinturão, que ainda pertence ao recém-aposentado, Khabib, o Ultimate segue sem definir como tratará a luta que vai definir com quem ficará o cinturão. Dustin recentemente admitiu que não se incomodaria em se afastar para que Charles enfrente Michael. O brasileiro, no entanto, segue argumentando que o ‘confronto certo’ a ser feito é entre ele e o ‘Diamante’.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments