Ngannou analisa primeira luta contra Miocic e revela falhas corrigidas para revanche no UFC 260 | SUPER LUTAS

Ngannou analisa primeira luta contra Miocic e revela falhas corrigidas para revanche no UFC 260

Franco-camaronês avalia derrota ocorrida há três anos e projeta novo resultado na disputa de cinturão, que acontece em 27 de março

S. Miocic (esq.) e F. Ngannou (dir.) se enfrentam no UFC 260. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de ser confirmado como o próximo desafiante ao cinturão dos pesados (até 120,2kg.) do Ultimate, Francis Ngannou não quer saber de cometer os mesmos erros do passado. Derrotado por Stipe Miocic há três anos, o franco-camaronês analisou o primeiro encontro com o campeão e revelou pontos corrigidos para o compromisso no UFC 260, que acontece em 27 de março. A declaração foi dada em entrevista ao ‘Joe Rogan Experience’.

Veja Também

“Na luta contra Stipe, eu acho que me apressei no primeiro round. Agora, eu penso: ‘Caramba, eu tenho cinco rounds. Por que eu deveria me cansar?’. Analisando a luta, eu vi um cara como eu, mas não me reconheci, porque não é assim que eu luto. Observo outros embates e parecem duas pessoas diferentes. Eu costumava lutar de forma calma. Eu empurrava a luta e me deixava entrar, se houvesse oportunidade. Na maioria das vezes, o adversário é o primeiro a atacar. Nessa, eu me apressei. Então, eu penso que eu deveria ter me acalmado”, disse o ‘gigante’.

Considerado um dos homens mais temidos do esporte, Francis conseguiu se recuperar após o revés para Miocic. Após uma sequência convincente de quatro vitórias (com nocautes) consecutivas, o franco-camaronês se credenciou para uma nova luta pelo título. O atleta, no entanto, viveu momentos de incerteza quanto a nova data, já que, nos últimos anos, Stipe esteve envolvido na trilogia contra Daniel Cormier.

“Eu sabia que a luta aconteceria. A espera era frustrante, toda a incerteza, mas eu sabia que iria acontecer. Adivinhe, apenas uma coisa faria acontecer. Vá para a academia, trabalhe, vença a luta e conquiste um embate pelo cinturão. Em algum momento, vai acontecer”, encerrou.

Ngannou não se apresenta desde maio de 2020, quando brutalizou o promissor Jairzinho Rozenstruik no primeiro round. Antes do atropelo ao surinamês, Francis havia conquistado vitórias sobre Curtis Blaydes e batido, também, os ex-campeões da divisão, Cain Velasquez e Júnior Cigano.

Stipe não defende o cinturão desde que superou Daniel Cormier na luta que encerrou a trilogia entre eles. Na ocasião, em confronto válido pelo UFC 252, o campeão manteve o posto com um triunfo na decisão unânime dos juízes.

O vencedor entre Miocic e Ngannou deverá ser o responsável por dar as ‘boas-vindas’ a Jon Jones no grupo até 120,2kg. Lenda do esporte, ‘Bones’ oficializou a migração de categoria na temporada passada, abrindo mão, inclusive, do cinturão dos meio-pesados (até 93kg.).

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments