Holly Holm diz que Megan Anderson pode surpreender Amanda Nunes no UFC 259: 'Ela melhorou muito' | SUPER LUTAS

Holly Holm diz que Megan Anderson pode surpreender Amanda Nunes no UFC 259: ‘Ela melhorou muito’

Ex-campeã da divisão, norte-americana acredita em uma vitória da ‘Leoa’, mas não descarta um cenário contrário no dia 6 de março

H. Holm (foto) já enfrentou A. Nunes e M. Anderson. Foto: Reprodução/Instagram

Lenda do MMA, Amanda Nunes defende pela segunda vez seu título no peso pena (até 65,7kg.) contra Megan Anderson, no UFC 259. Apesar de apostar em uma vitória da brasileira, a antiga rival, Holly Holm, diz que a norte-americana pode surpreender e levar vantagem por sua envergadura, no dia 6 de março.

Veja Também

“Eu realmente sinto que Amanda (Nunes) vai vencer essa luta, mas sempre acho que há uma chance de me surpreender. Não acredito que Amanda tenha lutado com alguma lutadora tão alta como Megan Anderson. Ela é a pessoa mais alta com quem já lutei e melhorou desde nosso combate, também. Então você nunca sabe o que pode esperar. Acredito que Amanda vença o combate, mas não descarto nenhum cenário”, palpitou Holm, em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

A ‘Filha do Pastor’, como é conhecida, já enfrentou as lutadoras que disputam o cinturão no UFC 259. Primeiramente, venceu Megan Anderson em junho de 2018 na decisão unânime dos juízes e se credenciou para desafiar Amanda Nunes pelo título. Porém, Holly acabou nocauteada ainda no primeiro round, em combate que aconteceu cerca de um ano depois. Tendo encarado ambas as combatentes, a norte-americana analisou o encaixe técnico para a luta.

“O que pode ser um desafio diferente para Amanda (Nunes) é que o alcance de Megan é longo. Suas pernas são longas. Ela tem um estilo diferente. Só não acho que isso seja um grande problema. Acho que Amanda será capaz de se ajustar a isso e ainda conseguir fazer o que ela quiser. Mas tudo pode acontecer”, finalizou a norte-americana.

Holly Holm chocou o mundo ao se tornar campeã da divisão peso pena (até 65,7kg.) diante da então invicta Ronda Rousey, no UFC 193. Porém, a norte-americana perdeu em seguida para Miesha Tate e, desde então, não conseguiu recuperar o título. Aos 39 anos, ela conta com um cartel de 14 vitórias e cinco derrotas, vem de dois triunfos seguidos e se prepara para o confronto contra Julianna Peña, que ocorre no dia 8 de maio.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments