Dustin Poirier revela desejo por trilogia contra Conor McGregor: 'Será uma das maiores lutas do ano' | SUPER LUTAS

Dustin Poirier revela desejo por trilogia contra Conor McGregor: ‘Será uma das maiores lutas do ano’

Norte-americano, no entanto, diz que combate não deve ser válido pelo cinturão dos leves

Poirier (esq.) diz que deseja negociar trilogia contra McGregor (dir.). Foto: Reprodução / Twitter

Desde que Dustin Poirier nocauteou Conor McGregor no UFC 257 e ‘deu o troco’ do primeiro combate, o assunto ‘trilogia’ tem sido um dos grandes temas no mundo do MMA atualmente. E, agora, o tema ganhou mais um capítulo. O norte-americano revela que há um interesse em um novo duelo contra o irlandês, mas julga necessário que haja uma boa negociação em termos financeiros e presença de fãs na arena para que a luta aconteça.

Veja Também

Conor McGregor quer a trilogia e eu também. Estamos apenas tentando fazer o negócio certo e estruturado. Vai ser uma grande luta. Ele me nocauteou e eu o nocauteei. A trilogia será uma das maiores lutas do ano e, talvez, uma das melhores de todos os tempos. O combate faz muito sentido e muito dinheiro. Portanto, estamos tentando estruturar o negócio certo e ver o prazo certo. Para (enfrentar) um cara como o Conor, você deseja que os fãs estejam lá, mesmo que seja limitado”, afirmou Poirier em entrevista ao ‘Joe Rogan Experience’.

Ainda que esteja na primeira colocação da divisão dos leves (até 70,3kg.) e perto de uma disputa de cinturão, Dustin Poirier analisou a situação de Conor McGregor e até citou o brasileiro Charles do Bronx para alegar que não seria justo um combate pelo cinturão da categoria.

“Quanto mais esperarmos, mais iremos tirar o ‘calor’ disso. Não acho (que Conor deva disputar o título). Ele está afastado há muito tempo e ele perdeu as duas últimas lutas nos leves. Então, você não pode colocá-lo para um combate pelo cinturão. Como você poderia justificar isso se tem caras como Charles do Bronx?”, concluiu o norte-americano.

No Ultimate desde 2011, Dustin Poirier vive seu melhor momento dentro da organização. Atualmente, o norte-americano ocupa a primeira colocação no ranking dos leves. Nas últimas sete lutas, foram seis vitórias e uma derrota – diante de Khabib Nurmagomedov – no UFC 242.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments