Dana White explica demissões de Júnior Cigano e Alistair Overeem | SUPER LUTAS

Dana White explica demissões de Júnior Cigano e Alistair Overeem

Mandatário do UFC justifica dispensa de veteranos afirma que não houve qualquer briga com os atletas

D. White em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Na última quarta-feira (3), duas demissões surpreenderam os fãs de MMA. O ex-campeão dos pesos pesados (até 120 kg) Júnior Cigano e o holandês Alistair Overeem foram desligados da organização presidida por Dana White. Em entrevista ao site ‘TMZ‘, o mandatário comentou sobre os cortes, negou qualquer rusga com os atletas e afirmou que a rescisão foi feita de forma amigável.

Veja Também

“Nada aconteceu nos bastidores. Ambos são caras excelentes, que tiveram carreiras incríveis aqui. Em primeiro lugar, as pessoas são cortadas toda semana. Acho que esses dois casos são bastante autoexplicativos. Não é nada negativo, é apenas parte do esporte. Se você olhar o que eles fizeram recentemente, você olha a idade deles, vê tudo o que está acontecendo, é bastante autoexplicativo”, disse o ‘chefão’.

Dana também aproveitou para elogiar aos dois lutadores e disse que não houve clima ruim após o anúncio do desligamento de ambos.

“Foi tudo 100% amigável. Tivemos uma ótima trajetória e amamos o Alistair e o Junior dos Santos. Overeem nunca recusou uma luta, lutaria com qualquer um. E Junior é um dos seres humanos mais simpáticos do esporte. Portanto, só podemos dizer coisas incríveis sobre esses dois caras”, completou o mandatário.

Atleta do UFC desde 2008, Cigano teve o seu auge entre novembro de 2011 e dezembro de 2012 quando foi campeão dos pesados. Em seu cartel, o lutador tem 21 vitórias e nove derrotas, porém, não vence um combate desde março de 2019.

O veterano Alistair Overeem é atleta profissional desde 1999. Em sua carreira, o holandês acumula 47 vitórias e 19 derrotas. Pelo Ultimate, foram 12 triunfos e oito reveses. Em setembro de 2016, ‘The Reem‘ desafiou o campeão Stipe Miocic e foi derrotado por nocaute no primeiro round.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments