Covington não poupa Edwards e dispara contra inglês após dedada no olho no UFC Las Vegas 21 | SUPER LUTAS

Covington não poupa Edwards e dispara contra inglês após dedada no olho no UFC Las Vegas 21

Ex-campeão interino dos meio-médios critica atuação do atleta contra Belal Muhammad no último sábado; por incidente, luta acabou sem vencedor

C. Covington em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Com um final inesperado, a luta principal do UFC Las Vegas 21 segue sendo motivo de discussão no meio do MMA. Após acompanhar a dedada no olho ilegal aplicada por Leon Edwards no confronto contra Belal Muhammad, Colby Covington não se calou e disparou contra o inglês. Em entrevista ao ‘Submission Radio’, o ‘Caos’ criticou a postura do número três do ranking, que deixou o octógono com um ‘no contest’ (embate sem resultado) em seu cartel.

Veja Também

“Ele (Edwards) não lutava há dois anos. Ele está com um ‘no contest’ que, a propósito, deveria ter sido uma ‘desqualificação’. Ele deu uma dedada no rosto do cara (Muhammad) no primeiro round e, no vestiário, sei que Herb Dean (árbitro do duelo) deu as instruções. (…) São as recomendações que você recebe antes de dos compromissos. Ele deveria ter sido desqualificado. Assim sendo, ele segue sem ter lutado em dois anos. Como ele segue no ranking?”, questionou Covington.

Atual número um da categoria, atrás apenas do campeão, Kamaru Usman, Colby foi além. Indignado com o desfecho do espetáculo do último final de semana, o norte-americano ironizou Leon, que pediu uma disputa de cinturão mesmo sem ter vencido Belal.

“É hilário. Vi que alguns disseram: ‘foi um acidente!’. Um acidente seria se uma das luzes sobre o octógono caísse na cabeça de um dos lutadores. Se Herb Dean tivesse um ataque do coração e não fosse capaz de conduzir o confronto. Isso é um acidente. Uma segunda dedada no olho, uma terceira dedada, não são acidentes. (…) Ele (Edwards) tem rejeitado apresentações com muitas pessoas atrás de mim. Sou o número um do mundo. Eu e Kamaru Usman temos assuntos mal resolvidos”, finalizou Covington.

O embate contra Muhammad marcou o retorno de Leon ao octógono após mais de um ano e meio de inatividade. Buscando a nona vitória consecutiva na categoria, o inglês não se apresentava desde a vitória sobre Rafael dos Anjos, em setembro de 2019.

Em 2020, o inglês chegou a ter a terceira posição no grupo ameaçada por sua inatividade. Com receio de perder o posto, Edwards chegou a aceitar um duelo contra a nova sensação do Ultimate, Khamzat Chimaev. O sueco, no entanto, acabou deixando a disputa em consequência de sequelas de Covid-19, dando, então, lugar a Belal.

Podcast SUPER LUTAS: Qual o futuro de McGregor após o UFC 264?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments