Adversário de Thominhas, O'Malley afirma que ainda se considera invicto e explica motivo | SUPER LUTAS

Adversário de Thominhas, O’Malley afirma que ainda se considera invicto e explica motivo

Atleta do peso galo (até 61,2kg) aponta lesão como fundamental para seu revés diante de Marlon Vera em 2020

S. O’Malley (esq.) foi derrotado por  M. Vera (dir.) no UFC 252 FOTO: Divulgação/ UFC

Adversário de Thomas Almeida no UFC 260, Sean O’Malley parece ainda não ter digerido a sua última derrota. Em agosto de 2020, o norte-americano foi nocauteado por Marlon Vera após pisar em falso e machucar a perna direita. Em entrevista ao ‘media day‘, do UFC 260,o peso galo (até 61,2kg) afirmou que ainda se considera invicto e explicou o seu ponto de vista.

Veja Também

“Se ele (Vera) tivesse me vencido em uma decisão ou de qualquer outra forma que não fosse eu me machucar, eu diria que fui derrotado. Não tenho problema em perder. Eu perco na academia o tempo todo. Você se levanta, bate as mãos e compete de novo. Um dia desses, eu vou perder uma luta, espero que não dessa forma. Aí, então, vou poder dizer que alguém me venceu”, disse O’Malley.

O ‘Sugar‘ explicou com detalhes a fatalidade ocorrida em sua última luta e afirmou que não irá influenciar em nada no combate do próximo sábado (27). Sean reforçou que é melhor do que o seu último adversário e enfatizou que não se considera derrotado.

“Do jeito que perdi aquela última luta, não foi porque ele era um lutador melhor ou mais habilidoso. Ele não me derrubou. Minha perna cedeu completamente e eu caí de costas. Aconteceu assim, mas não me afeta em nada entrar nessa luta (contra Thominhas). Na minha mente, eu estou ’12-0’, saindo da luta contra Eddie (Wineland), e em uma boa posição na categoria. Estou mentalmente em um lugar muito bom. Eu me sinto bem”, concluiu o atleta de 26 anos.

Revelado no reality showContender Series‘, Sean O’Malley possui um retrospecto de cinco vitórias e uma derrota na organização. O atleta de 26 anos busca voltar ao caminho das vitórias e retornar ao ranking da categoria. Seu último triunfo, foi em junho de 2020, no UFC 250, sobre Eddie Winneland.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments