Alexander Volkanovski revela detalhes de sua batalha contra a Covid-19 | SUPER LUTAS

Alexander Volkanovski revela detalhes de sua batalha contra a Covid-19

Atual campeão dos penas (até 65,7kg), o australiano se pronunciou em seu canal no YouTube e contou sobre a 'guerra' travada contra o vírus

A. Volkanovski em coletiva do UFC Foto: Instagram/ @alexvolkanovski

O campeão dos penas (até 65,7kg) Alexander Volkanovski, teve o seu combate contra Brian Ortega cancelado, após contrair a Covid-19. Ainda em recuperação, o australiano contou detalhes de sua batalha contra o vírus e afirmou que ainda sente alguns sintomas. O depoimento foi dado em seu canal no YouTube.

Veja Também

“A minha respiração ficou um pouco desconfortável e eu passei a tossir catarro. Logo depois, começou a sair um pouco de sangue também. Foi quando pensei que, talvez, devesse olhar melhor para isso. Senti também um pouco de febre, e esse é um dos sintomas comuns”, contou Alex.

O líder dos penas explicou, que devido a leveza dos sintomas, os médicos não o internaram, mas pediram para ele monitorar os seus níveis de oxigênio. Volkanovski declarou que poucos dias depois, voltou a se sentir muito mal e cuspir ainda mais sangue, e por isso, decidiu retornar ao hospital.

“Poucos dias depois, os níveis (de oxigênio) ainda estavam baixos e eu estava tossindo ainda mais. Foi quando vi que havia muito sangue na minha saliva. Resolvi enviar as fotos para o meu médico e ele disse: ‘olha cara, nós vamos ter que te fazer outros exames'”, continuou Volkanovski.

Com a segunda ida ao hospital, o carrasco de Max Holloway foi informado de que o seu caso havia piorado e que seria preciso ficar internado dessa vez. Os médicos, então, receitaram medicamentos e passaram a monitorar os batimentos cardíacos de Alex.

“Minha frequência cardíaca começou a ficar muito baixa. Eu entrei lá pra falar com o médico e ele me disse que eu tinha piorado muito. Então eu perguntei a ele sobre se a doença poderia se espalhar para outros lugares. Eles me disseram que eu notaria (se acontecesse), porque eu sentiria dor e meus batimentos cardíacos diminuiriam ainda mais”, disse o australiano.

Mesmo sendo liberado do hospital, Volkanovski declarou que ainda não retornou aos treinamentos, pois ainda não está 100% recuperado. O lutador afirmou que foi liberado para treinos leves, sem muito esforço físico, mas que prefere esperar um pouco mais para não ter graves sequelas.

“Obviamente, não treinei nas últimas semanas, mas agora que estou melhor, (o médico do UFC me disse) posso começar a treinar leve. Eu gostaria de poder voltar, mas eu prefiro esperar, preciso pegar leve. Obviamente, a recuperação é muito importante. Vou ter algumas umas semanas de descanso, onde preciso me acalmar e me recuperar. Eu não quero ter problemas como Cody Garbrandt e Khamzat (Chimaev) tiveram”, finalizou Alex.

Atual campeão dos penas (até 65,7kg) Alexander Volkanovski possui um cartel de 22 vitórias e uma derrota. Ainda invicto no Ultimate, o australiano busca a sua recuperação, para voltar a comandar a categoria. Em sua última luta, venceu Max Holloway, por pontos, no UFC 251, em julho de 2020.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments