TikTok fecha acordo para transmissão ao vivo do UFC | SUPER LUTAS

TikTok fecha acordo para transmissão ao vivo do UFC

Fãs da rede social podem seguir de perto tudo que acontece no UFC

A partir de agora, o TikTok, além de ser uma plataforma para os vídeos “engraçadinhos”, também irá transmitir lutas ao vivo. O aplicativo acabou de fechar uma parceria com o Ultimate Fighting Championship (UFC) para transmitir os eventos da organização. O acordo entre as companhias terá a duração de vários anos, segundo a empresa chinesa dona do aplicativo, a ByteDance, e, por enquanto, os termos financeiros do contrato ainda não foram divulgados. O acordo inclui algumas transmissões semanais ao vivo do UFC que devem mostrar o que acontece por de trás das cortinas, assim como a interação com os lutadores da organização.

Atualmente, o UFC é a terceira liga esportiva mais popular do app chinês, e conta com mais de 6,3 milhões de seguidores. Harish Sarma, diretor de parcerias estratégicas do TikTok, afirma que o acordo entre as companhias deve aprimorar a experiência dos amantes das lutas com os eventos, principalmente neste momento, em que os fãs não podem ir até as arenas. “Estamos entusiasmados em trazer para o TikTok a ação e a emoção do UFC dentro e fora do octógono”, disse o executivo. Já para David Shaw, vice-presidente sênior de conteúdo do UFC, a parceria é de extrema importância para o ecossistema de distribuição de conteúdo que a organização vem tentando criar. De acordo com ele, o desejo do UFC é estar em todos os lugares em que haja fãs do MMA consumindo conteúdos, e o TikTok é uma ferramenta imprescindível para abrir novos caminhos e atender a um público cada vez maior e diversificado.

Com esse acordo junto ao Ultimate, o TikTok reforça ainda mais sua proximidade com as entidades esportivas. No início de fevereiro, a UEFA (União das Associações Europeias de Futebol) revelou que o aplicativo será um dos patrocinadores da UEFA Euro de 2020, que irá ocorrer  este ano entre os dias 11 de junho e 11 de julho.

Novo campeão

Há pouco mais de uma semana ocorreu o tão aguardado UFC-260, que tinha como luta principal o duelo entre os pesos pesados, Miocic x Ngannou. Miocic defendia seu título pela segunda vez contra o camaronês, que como no duelo anterior, ocorrido no início de 2018, era tido como favorito, mas naquela ocasião acabou sendo completamente dominado pelo croata-americano durante os 25 minutos de luta.

Porém, desta vez a história foi um pouco diferente. Novamente tido como favorito para o duelo, Ngannou prometia ter evoluído bastante desde a última vez em que os lutadores se encontraram, e vinha de quatro vitórias seguidas contra nomes relevantes do MMA, como Cigano, Velasquez, Rozenstruik e Blaydes. Sendo que todas essas vitórias foram por nocaute ainda no primeiro round, e ainda mais incrível foi o triunfo sobre Jairzinho com somente 20 segundos. Dessa forma, as casas e o melhor site de apostas fervilhavam com palpites para o duelo, e o ainda campeão, Miocic, era tratado como o grande azarão, enquanto “O Predador” Ngannou detinha a maior parte dos pitacos ao seu lado.

Assim que soou o gongo, era perceptível a diferença de postura do camaronês, que muito mais calmo e estratégico, logo dominou o centro do octógono fazendo com que Miocic, 13 kg mais leve, somente dançasse ao seu redor. Durante boa parte do primeiro round, Ngannou pressionou Miocic com socos extremamente potentes e quase conseguiu o nocaute após encaixar uma bela sequência de golpes, porém o croata-americano aguentou bem a punição e provou mais uma vez que não era um dos melhores da história a toa. No segundo round, logo nos primeiros minutos, Ngannou acertou golpes potentes em uma breve trocação, e Miocic acabou sentindo os golpes pesados do camaronês, levando um knockdown. Após um breve período, conseguiu se levantar e ainda acertou um belo soco no adversário, mas Ngannou encerrou a luta com um cruzado de esquerda e o então campeão foi a knockout. E, a partir de agora, a categoria dos gigantes do UFC tem um novo rei, e talvez o lutador mais assustador e brutal dos últimos tempos.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments